Participamos do

Petróleo deve seguir em atual nível até fim de 2021, diz departamento dos EUA

15:21 | Nov. 09, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Departamento de Energia dos Estados Unidos (DoE, na sigla em inglês) acredita que o barril de petróleo Brent seguirá no atual nível de preços até o final de 2021, em uma média de US$ 82. Em seu relatório de curto prazo de novembro, o DoE apontou que a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de manter os níveis antecipados de produção para dezembro foi um dos grandes fatores para o mais recente avanço nos preços.

Um dos resultados foi que o preço médio da gasolina nos EUA atingiu seu maior nível mensal desde setembro de 2014, segundo levantamento.

Já para 2022, o DoE espera um aumento da produção tanto da Opep+ quanto em produtores de fora do grupo, o que deve levar a uma queda nos preços, incluindo uma média de US$ 72 para o Brent ao longo do ano. O relatório assume que o PIB dos EUA crescerá 5,4% em 2021 e 4,2% em 2022, baseado em previsões da IHS Markit.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Além da incerteza sobre as condições macroeconômicas, os efeitos em evolução do comportamento do consumidor sobre a demanda de energia devido à pandemia apresentam uma ampla gama de resultados potenciais para o consumo de energia", aponta o DoE sobre incertezas. A taxa na qual os produtores de petróleo e gás natural dos EUA aumentam a perfuração nos níveis de preços previstos também é mencionada.

A produção de petróleo bruto dos EUA em outubro foi em média de 11,4 milhões de barris por dia (bpd), acima dos 10,7 milhões de bpd em setembro, como resultado dos aumentos de produção após interrupções causadas pelo furacão Ida,informa o relatório.

"Prevemos que a produção aumentará para 11,6 milhões bpd em dezembro, e que a anual será em média de 11,1 milhões de bpd em 2021, aumentando para 11,9 milhões de bpd em 2022", projeta o DoE. "O crescimento virá em grande parte como resultado do aumento das contagens de plataformas dos operadores onshore, o que esperamos compensar as taxas de declínio da produção", acrescenta.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags