Participamos do

Primeiro banco digital cearense inicia operação com 50 mil clientes no NE

O Hub Mêntore Consultoria e Gestão lança no próximo dia 3 de novembro o Mêntore Bank. A proposta é concorrer com grandes bancos do sistema financeiro com um mix completo de produtos e serviços para monetizar o sistema financeiro corporativo
17:09 | Out. 29, 2021
Autor Adailma Mendes
Foto do autor
Adailma Mendes Editora-executiva
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No dia 3 de novembro, será lançado o primeiro banco digital cearense, o Mêntore Bank. A instituição financeira nasce a partir da Mêntore Consultoria e Gestão, que tem como foco dar suporte nas áreas de gestão, finanças e tributária a negócios que atuam no Norte e Nordeste. "Fomos organizando toda a parte legal, licenças, e agora vamos lançar o banco já com quase 50 mil contas", antecipa o fundador e CEO do banco, Vanderson Aquino, ao O POVO.

A proposta do Mêntore Bank é dar o ponta pé inicial tendo como base acordos com empresas para a aquisição de contas-salário. "Já temos empresas clientes com 100 funcionários e outras com 3.000 funcionários", enumera Vanderson. Para janeiro de 2022, o banco planeja também aceitar clientes pessoa física. Até o próximo ano, a instituição bancária ainda se lançará no Piauí, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Quanto ao dimensionamento de crescimento de clientes, os planos são chegar ao fim de 2022 com 200 mil clientes e, a cada ano seguinte, ampliar em mais 50% essa carteira, chegando a 2025 com 500 mil clientes.  

A plataforma digital cearense parte assim para uma concorrência direta com grandes bancos do sistema financeiro, oferecendo desde serviços básicos de contas correntes até pacote de produtos e serviços para monetizar o sistema financeiro corporativo.

“Sendo 100% digital, o Mêntore Bank surge com a proposta de ampliar a oferta de crédito para os empresários e trazer ganhos financeiros que estavam nas mãos dos grandes bancos para o caixa da corporação, transformando os custos com folhas de pagamento, recebíveis em crédito possibilitando assim o fomento dos negócios. O banco deve ajudar a transformar o que era tido como despesas em ganhos para as corporações e pessoas físicas.”, explica o CEO do banco. 

"Hoje nós temos muitas empresas fechando as portas pela falta de um capital de giro. A injeção de capital de giro é ideal não só pra fomentar novos negócios, mas para dar sobrevida às empresas nesses momentos, para garantir que mais empresas não fechem e tenham sustentação", adiciona Vanderson.

Como vai  funcionar o Mêntore Bank

A atuação se inicia a partir da contratação do serviço por empresas de qualquer segmento (pessoa jurídica) e/ou colaboradores (pessoa física). Em seguida, há inserção na plataforma e acessos aos serviços financeiros como consórcios, TEDs e saques mensais sem taxas, pix ilimitado, pagamento de boletos e por QR Code, cartão de saque 24h e depósitos, aplicativo Mêntore Bank, antecipação de salário sem juros, serviços digitais pré-pagos como Netflix, uber, ifood e Sport, recarga de celular, crédito pré-aprovado, cartão de saque e compras pré-pago.

Para operar as contas, os clientes terão cartão feito em parceria com a operadora de cartões Elo, que também será a marca responsável por atendimento ao cliente. Para os clientes empresas, o Mêntore terá 50 pontos de atendimento.

Serviço

Mais informações sobre o Mêntore Bank em www.mentorebank.com.br

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags