Participamos do

Preços mais elevados afetaram vendas dos supermercados em agosto, diz IBGE

13:28 | Out. 06, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A inflação dos alimentos reduziu o volume de compras nos supermercados do País em agosto, mostram dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume de vendas do setor de hiper e supermercados recuou 0,9% na passagem de julho para agosto, feitos os ajustes sazonais.

O setor já havia recuado 0,5% em junho e registrado estabilidade em julho, sempre na comparação ao mês imediatamente anterior.

Agosto foi um mês de pressão de preços dos alimentos, que ficaram 1,63% mais caros nos domicílios, com destaque para produtos como batata-inglesa (19,91%), café moído (7,51%), frango em pedaços (4,47%), frutas (3,90%) e carnes (0,63%).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo Cristiano Santos, gerente da pesquisa do IBGE, o aumento de preços atrapalhou o volume de vendas.

"O cliente gasta menos em termos reais do que antes, quando você retira a inflação", disse ele.

Apesar da baixa de agosto, as vendas de hiper e supermercados ainda crescem 1,6% na comparação a fevereiro do ano passado, o pré-pandemia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags