Participamos do

Combustíveis mais caros reduzem volume de vendas de postos, mostra IBGE

12:43 | Out. 06, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os reajustes de preços de combustíveis praticados pela Petrobras em agosto, responsáveis por acelerar a inflação oficial brasileira daquele mês, também afetaram o desempenho do comércio varejista, mostram dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O volume de vendas de combustíveis e lubrificantes recuaram 2,4% na passagem de julho para agosto, na série com ajuste sazonal.

Foi a maior queda desde março deste ano (-5,8%), mês também marcado pelo reajuste dos preços dos combustíveis nas refinarias da Petrobras, incluindo gasolina e óleo diesel.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em agosto, a gasolina subiu 2,80% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O óleo diesel também avançou 1,79% naquele mês.

"O reajuste praticado afeta a receita real do setor", explica Cristiano Santos, gerente da PMC.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags