Participamos do

Produção agrícola cearense atingiu, em 2020, maior patamar em 20 anos

O valor de produção agrícola do Estado foi de R$ 3,7 bilhões. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 22, pelo IBGE.
11:11 | Set. 22, 2021
Autor Irna Cavalcante
Foto do autor
Irna Cavalcante Repórter no OPOVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A produção agrícola cearense encerrou o ano de 2020 com um valor de produção de R$ 3,7 bilhões. Alta de 28,4% em relação ao ano anterior e o maior patamar dos últimos 20 anos. Os dados são da Pesquisa Agrícola Municipal 2020 (PAM 2020), divulgada nesta quarta-feira, 22, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Ceará teve uma participação de 0,79% no valor de produção nacional. Mas, em algumas culturas, como a da batata-doce, o Estado lidera o ranking no Nordeste e ocupou o terceiro melhor desempenho do País,  com a produção de mais de 101,2 mil toneladas do produto.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na produção de tomate, o estado do Ceará contabilizou 177,6 mil toneladas, o 6º melhor desempenho do País e 2º no Nordeste. Destaque também para produção de feijão (124,7 mil toneladas) e de mandioca (614 mil toneladas), que fizeram o estado ocupar, respectivamente, a 7ª e 8ª produção nacional.

A PAM é uma das principais fontes de estatísticas municipais, levantando informações sobre área plantada, área destinada à colheita, área colhida, quantidade produzida, rendimento médio obtido e valor da produção. 

Em 2020, segundo o IBGE, dentre as culturas agrícolas que mais contribuíram para o crescimento do valor de produção cearense está o milho, que gerou R$ 530,5 milhões. O tomate também teve alta participação, com um valor de produção de R$ 502,8 milhões.

Em seguida aparece o feijão (em grão), com um valor de produção de R$ 439,3 milhões;  banana, com um valor de produção de R$ 433,8 milhões; e maracujá, com um valor de produção de R$ 390,5 milhões.

No mesmo ano, Guaraciaba do Norte foi o município com maior volume de produção do Ceará, R$ 286,1 milhões. Seguido por Tianguá, R$ 229,7 milhões, São Benedito, R$ 158,9, Viçosa do Ceará, R$ 132,7 e Ubajara, R$ 128,7.

 

Veja os produtos que mais se destacam nos municípios:

Guaraciaba do Norte

- Cana-de-açúcar (91.000 t)

- Tomate (59.250 t)

- Batata-doce (20.307 t)

São Benedito

Cana-de-açúcar (124.000 t)

Batata-doce (40.036 t)

Tomate (15.795 t)

Tianguá

Cana-de-açúcar (64.000 t)

Maracujá (37.819 t) 

Tomate (32.370 t)

Viçosa do Ceará

Cana-de-açúcar (82.280 t)

Maracujá (41.580 t)

Mandioca (17.174t)

Paraipaba

Coco-da-baía (115.495 t)

Mandioca (3.706 t)

Cana-de-açúcar (1.200 t)

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags