Participamos do

Aposentadoria confortável para além do INSS: veja como se planejar

Nem sempre é fácil poupar parte do salário em prol de uma velhice folgada, mas isso é imprescindível para quem deseja chegar à terceira idade com as contas em dia e dinheiro sobrando. Confira como se planejar para uma aposentadoria confortável além do INSS
20:26 | Ago. 18, 2021
Autor Carolina Parente
Foto do autor
Carolina Parente Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Conforme o IBGE, em 2019 a expectativa de vida dos brasileiros era de 76,6 anos. A cada década, as chances de vida longa aumentam e, com isso, eleva-se a importância de se organizar financeiramente para além do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ou seja, a previdência privada. 

Cumprir com as obrigações do cotidiano e viver o presente, realizar sonhos e poupar para a velhice é desafiador. Nem sempre é fácil guardar parte do salário pensando no futuro distante, mas é imprescindível, para quem pretende ter uma aposentadoria confortável, que o planejamento financeiro seja pensado com antecedência, permitindo ao idoso arcar com despesas de saúde e lazer.

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros de Capitais, Anbima, em 2019 quase 50% dos trabalhadores do país desejavam possuir saúde financeira ao se aposentarem, em média, aos 60 anos. No entanto, 62% dos entrevistados não conseguiram organizar suas finanças e guardar dinheiro. É que, ao se aposentar, quando contratada em regime CLT, a pessoa vai ganhar no máximo R$ 6.433,57, que é o teto do INSS, mesmo que seu salário fosse maior que esse valor. Quem se aposenta ganhando menos que o teto, vai receber o mesmo salário de quando trabalhava.

Então, confira sugestões para começar a se organizar financeiramente e pesquise muito, muito mesmo sobre o tema. Converse com pessoas a respeito disso, estabeleça metas e reserve sempre uma parte do salário e invista. As informações são dos sites André Bona - Finanças e Investimentos; Finanças Práticas; e do Blog Magnetis.

Coloque a aposentadoria como prioridade

É importante imaginar um cenário financeiro ideal para os anos de velhice e estabelecer estratégias que possam resultar em acúmulo de capital. Para tanto, pode ser necessário cortar gastos supérfluos, reduzir despesas fixas, trabalhar com aumento de receitas, negociar dívidas e fazer investimentos financeiros.

Defina o estilo de vida que gostaria de ter

Qual o seu propósito de vida quando se aposentar? Como você imagina sua velhice? Viver no campo ou na praia, viajar o mundo, curtir a família... Independentemente do objetivo, é necessária a realização de planejamento mínimo. O estilo de vida que deseja levar no futuro vai ditar o comportamento financeiro da pessoa.

Poupe e considere outras formas de investir dinheiro

Pague o INSS, mas não dependa exclusivamente do valor pago pelo benefício; ele pode ser insuficiente. Além disso, resguarde parte do salário para poupar e investir em aplicações financeiras de longo prazo.
A aplicação deve variar com base no perfil do investidor. Caso o perfil seja conservador, o ideal é investir em aplicações com boa rentabilidade e riscos mais baixos.

Os investimentos em títulos públicos possuem essas características e seus rendimentos têm como base a taxa Selic. Outras opções são títulos de renda fixa emitidos por bancos, como CDBs, LCIs, LCAs, LCs, dentre outras. Caso o perfil seja mais “aventureiro”, a pessoa pode buscar investimentos mais rentáveis na bolsa de valores.  Em todo caso, deve-se pesquisar afundo sobre o tema e, se possível, buscar orientação profissional.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags