PUBLICIDADE
Economia
Noticia

Gol inicia operação com Boeing 737 Max 8 entre Congonhas e Fortaleza

Avião entra em operação pela companhia também ligando São Paulo a cidades de Recife, Salvador e Florianópolis

18:23 | 06/07/2021
Boeing 737 MAX 8 da GOL entrou em operação no aeroporto de Congonhas no último sábado, 3 (Foto: Arquivo Gol)
Boeing 737 MAX 8 da GOL entrou em operação no aeroporto de Congonhas no último sábado, 3 (Foto: Arquivo Gol)

O Boeing 737 MAX 8 começou, no último sábado, 3, a operar no Aeroporto de Congonhas pela Gol. A companhia informou que os trechos entre São Paulo e Fortaleza devem ser feitas pela aeronave, assim como Recife (PE), Salvador (BA) e Florianópolis (RS).

Ao classificar o avião como "símbolo da mais alta tecnologia e de modernidade da frota", a Gol informa que a capacidade do 737 MAX 8 será de 186 passageiros e que o espaço para o bagageiro é maior.

LEIA MAIS:

+Boeing 737 Max recebe autorização da agência de aviação dos EUA para retomar voos

+Boeing recebe primeira grande compra de novos 737 Max após acidentes

+Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

A Gol ainda destaca o desempenho prometido pelo 737 Max 8, ao afirmar que "a aeronave opera com menor nível de ruído dos motores e é reconhecida pelo consumo 15% mais baixo de combustível - atributo que garante redução da emissão de poluentes também de 15%, o que vai ao encontro das boas práticas de sustentabilidade defendidas pela Companhia, comprometida com a emissão líquida zero de carbono até 2050".

Segurança no 737 MAX

A retomada do 737 MAX acontece na Gol desde dezembro do ano passado, quando as primeiras unidades começaram a chegar ao Brasil. Esta família fabricada pela Boeing ficou parada durante 20 meses, após proibição de voo internacional. Isso porque dois deles sofreram acidentes fatais no exterior, em 2018 e 2019.

De acordo com o comunicado enviado à imprensa, atualmente, "a GOL possui 10 aeronaves Boeing 737 MAX 8 no Brasil, todas em operação, com previsão de chegar a 18 até o final de 2021".