PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Pis-Pasep 2020-2021: R$ 440 milhões de abono salarial ainda não foram sacados; saiba se você tem direito 

Ao menos 700 mil brasileiros que possuem o direito a sacar até o valor de um salário mínimo ainda não realizam a retirada e podem ter o valor bloqueado até 2022

Alan Magno
15:55 | 10/06/2021
Perto do fim do prazo de saque, abono salarial do Pis/Pasep ainda não foi sacado por cerca de 700 mil brasileiros; saiba como consultar se você tem direito (Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)
Perto do fim do prazo de saque, abono salarial do Pis/Pasep ainda não foi sacado por cerca de 700 mil brasileiros; saiba como consultar se você tem direito (Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)

Cerca de 700 mil trabalhadores que possuem direito a sacar o abono salarial do Pis/Pasep de 2020-2021 ainda não reivindicaram o dinheiro e, caso não realizem o saque até o dia 30 de junho, somente poderão ter acesso aos valores novamente no próximo calendário, previsto para 2022. O somatório do benefício ultrapassa o patamar de R$ 440 milhões a serem pagos pela Caixa Econômica Federal, para profissionais do setor privado, e pelo Banco do Brasil para trabalhadores do setor público. 

LEIA MAIS | Auxílio emergencial 2021: veja datas de saque da 2ª parcela e calendário de pagamento da 3ª e 4ª

+ Restituição Imposto de renda 2021: confira calendário dos lotes de pagamento e quem tem direito

Os pagamentos começaram ainda em 2020 e fazem referência aos salários recebidos por estes trabalhadores no ano de 2019, seguindo o mesmo principio de liberação escalonada adotada no auxílio emergencial, levando em consideração o mês de nascimento do beneficiário e o número final da inscrição no Pis/Pasep. Ao todo, cerca de 23 milhões de pessoas recebem os abonos anualmente. 

Quem tem direito a sacar o Pis/Pasep ?

Tanto o Programa de Integração Social (Pis) quanto o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) são tributos a serem pagos para viabilizar o pagamento do seguro-desemprego e outros encargos trabalhistas.

O valor a ser recebido varia de R$ 92 até R$ 1.100, dependendo do período trabalhado formalmente no ano de referência, sempre assumindo como base o salário mínimo. Os outros requisitos são:

>> Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos.

>> Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos com carteira assinada em 2019.

>>
Ter exercido atividade remunerada para pessoa jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração.

>>
Ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

Como consultar e saber se você tem direito a receber o abono do Pis/Pasep ?


Com relação aqueles que recebem o Pis:

>> 
Mediante informação do número completo do Pis, o trabalhador pode consultar se tem direito a sacar o abono por meio do telefone 0800-726-02-07 e também pelo site da Caixa, www.caixa.gov.br/abonosalarial 

>> Quem possuir Cartão do Cidadão e senha cadastrada poderá consultar e sacar o benefício diretamente nos caixas eletrônicos da Caixa ou ainda nas casas lotéricas.

>> Quem não possuir o Cartão do Cidadão, poderá receber o valor em qualquer agência da Caixa, sendo necessário apresentar um documento de identificação com foto.

>> Os trabalhadores que podem receber o abono e não têm outro tipo de conta corrente ou poupança no banco podem movimentar os recursos por meio do aplicativo Caixa Tem.

Com relação aqueles que recebem o Pasep:

>> A consulta sobre o direito do saque ao Pasep pode ser feita diretamente no site do Banco do Brasil, www.bb.com.br/pasep.

>> Os trabalhadores do setor público com direito a receber o abono e que possuem conta ativa no Banco do Brasil receberam o valor por meio de depósito bancário assim que o saque foi autorizado

>> Aqueles sem conta no Banco do Brasil, podem solicitar o pagamento por meio de TED, sem custo, basta solicitar no site do banco ou em uma das agências