Participamos do

Cadastro para Auxílio Cesta Básica termina nesta sexta (14)

O benefício, no valor de R$ 200, para a compra de produtos alimentícios, será dado para trabalhadores de transporte alternativo e escolar, ambulantes e feirantes, mototaxistas, taxistas, motoristas de aplicativos, bugueiros, guias de turismo e despachantes documentalistas
08:50 | Mai. 12, 2021
Autor Irna Cavalcante
Foto do autor
Irna Cavalcante Repórter no OPOVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Termina nesta sexta-feira, dia 14, o prazo para fazer o cadastro no Auxílio Cesta Básica, do Governo do Ceará. O programa que concede um benefício, no valor de R$ 200, para compra de produtos alimentícios, é direcionado para trabalhadores de transporte alternativo e escolar, ambulantes e feirantes, mototaxistas, taxistas, motoristas de aplicativos, bugueiros, guias de turismo e despachantes documentalistas.

O objetivo da medida é ajudar a amenizar o impacto que a pandemia teve sobre a renda desses trabalhadores. Ao todo, 150 mil pessoas serão beneficiadas. 

Para se cadastrar é preciso preencher o formulário que estará disponível no site da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na hora da inscrição é preciso anexar os documentos que comprovem as informações prestadas. São esses: imagem do RG, comprovante de residência ou declaração; folhas da Carteira de Trabalho que indiquem não haver nenhum vínculo ativo ou outro documento que possibilite essa comprovação; e documentos que comprovem o exercício da atividade profissional.

Após o período de inscrição, a SPS vai validar os dados e publicar a lista de beneficiários contemplados com a medida. O benefício será pago por meio de cartão alimentação e em duas parcelas de R$ 100.

Não poderão receber o benefício os titulares de benefício previdenciário ou assistencial; quem está recebendo seguro-desemprego, programa de transferência de renda federal, exceto Auxílio Emergencial e do Programa Bolsa Família; exerçam cargo, emprego ou função pública; e tenham recebido os auxílios estaduais da Secult e Setur.

De acordo com a SPS, caso o número de inscritos que atendam às condições previstas em lei, ultrapasse o total de 150 mil beneficiários, serão aplicados critérios de prioridade. Serão priorizados os beneficiários: provedor(a) de família monoparental (mãe ou pai solo); possuir filhos ou filhas menores em idade escolar devidamente matriculadas(os) em instituição regular de ensino; for pessoa com deficiência; possuir 60 anos ou mais;for quilombola, indígena ou cigano; tiver mais tempo em atividade no setor de atuação.

 

Leia Mais :

Medidas emergenciais tentam atenuar crise para empresas e famílias

Veja as principais medidas emergenciais que ainda estão em vigor no Ceará

Auxílio Cesta Básica: cadastro começa hoje (30); veja como fazer

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags