Participamos do

Carrefour Brasil adquire Grupo Big, ex-Walmart Brasil, por R$ 7,5 bilhões

A transação precisa ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)
07:35 | Mar. 24, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Carrefour Brasil informou ao mercado nesta quarta-feira, 24, que chegou a um acordo para adquirir o Grupo Big (ex-Walmart Brasil) por R$ 7,5 bilhões. A operação será estruturada em duas etapas: o pagamento, em dinheiro, de R$ 5,25 bilhões aos atuais controladores da empresa, o fundo de private equity Advent International e Walmart, e a incorporação dos 30% remanescentes do capital social pela subsidiária do grupo francês.

LEIA TAMBÉM | Carrefour não pretende fazer cisão entre atacarejo e varejo, diz CEO 

A transação, que o Carrefour Brasil espera ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 2022, tem o potencial de gerar sinergias de R$ 1,7 bilhão ao Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia após três anos da conclusão da operação.

"A aquisição do Grupo Big expandirá a presença do Carrefour Brasil em regiões onde tem penetração limitada, como o Nordeste e Sul do País, e que oferecem forte potencial de crescimento. A rede de lojas do Grupo Big, portanto, apresenta forte complementaridade geográfica", diz a companhia, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Grupo Big detém ativo imobiliário de 181 lojas (47% do total) e 38 propriedades adicionais, totalizando aproximadamente R$ 7 bilhões de valor imobiliário, de acordo com uma análise independente. O Carrefour Brasil planeja converter as unidades Maxxi em Atacadão e parte das lojas Big e Big Bompreço para Atacadão ou Sam's Club. As demais lojas serão convertidas para a bandeira de hipermercado Carrefour.

A integração da rede Big ao sistema de lojas do Carrefour representa um aumento no leque de serviços de qualidade, gerando assim oportunidades para o desenvolvimento regional, conforme avalia Abilio Diniz, presidente do Conselho de Administração da Península Participações. "Tenho muito orgulho de fazer parte dessa história e contribuir, como conselheiro e acionista relevante, para o crescimento do Carrefour no Brasil", declarou.

Na visão de Abilio a união das franquias supermercadistas representa "um dos movimentos mais importantes na história do mercado brasileiro" e ocorre em um momento que definiu como sendo de intensas transformações no setor. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags