PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Parques eólicos cearenses atingem 2,1 GW de potência em fevereiro

Dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) colocam o Estado como o 4º maior produtor brasileiro de energia eólica. No País, já são 695 parques eólicos, responsáveis por uma potência instalada de 18 GW.

Irna Cavalcante
09:04 | 19/02/2021
O Ceará tem hoje 84 parques eólicos em operação. È o quarto maior produtor de energia eólica do País (Foto: Divulgação/Ari Versiani/PAC)
O Ceará tem hoje 84 parques eólicos em operação. È o quarto maior produtor de energia eólica do País (Foto: Divulgação/Ari Versiani/PAC)

Com 84 parques eólicos em operação e 1.066 aerogeradores, o Ceará atingiu no mês de fevereiro a marca de 2,1 mil GW de capacidade instalada. É o quarto maior produtor de energia eólica no Brasil. Os dados são do balanço divulgado nesta sexta-feira, 19, pela Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) que mostra que o setor responde hoje por 10,3% da matriz energética brasileira. São 18 GW de capacidade instalada, em 695 parques eólicos e mais de 8.300 aerogeradores.

“Há exatos dez anos, em 2011, tínhamos menos de 1 GW de capacidade instalada e cá estamos nós comemorando 18 GWs no início de 2021. É um feito impressionante, fruto não apenas dos bons ventos brasileiros, mas também de uma indústria que se dedicou a construir fábricas, trazer e implantar novas tecnologias e que se tornou muito competitiva”, explica Elbia Gannoum, presidente da ABEEólica.

No ranking brasileiro de produção eólica, o Ceará está atrás apenas do Rio Grande do Norte (5,1 GW), Bahia (4,8 GW) e Piauí (2,2 GW). Mas, é o terceiro em número de parques e na quantidade de aerogeradores. 

Gannoum acredita que até 2024, considerando apenas os leilões já realizados, o Brasil terá cerca de 28 GW de projetos eólicos. “Estes são números que devem ser comemorados e podem ser ainda maiores, porque não captam completamente o bom desempenho do mercado livre, que vai se somando a esses valores conforme os novos contratos vão sendo fechados".