PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Líderes parabenizam chegada de Okonjo-Iweala, 1ª mulher no cargo máximo da OMC

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, escreveu que são "notícias fantásticas para o mundo e para as mulheres" no Twitter

21:03 | 15/02/2021
Ngozi Okonjo-Iweala da Nigéria posa para uma foto em sua casa em Potomac, Maryland, perto de Washington DC, minutos antes de ser confirmada na segunda-feira como a primeira mulher e primeiro líder africana da sitiada Organização Mundial do Comércio, em 15 de fevereiro de 2021. - A OMC convocou uma reunião especial do conselho geral na qual o ex-ministro das finanças nigeriano e veterano do Banco Mundial foi formalmente selecionado como o novo diretor-geral do órgão de comércio global. O presidente dos EUA, Joe Biden, apoiou fortemente sua candidatura logo depois que o único outro candidato restante, o ministro do Comércio sul-coreano Yoo Myung-hee, se retirou.  (Foto: Eric BARADAT / AFP)
Ngozi Okonjo-Iweala da Nigéria posa para uma foto em sua casa em Potomac, Maryland, perto de Washington DC, minutos antes de ser confirmada na segunda-feira como a primeira mulher e primeiro líder africana da sitiada Organização Mundial do Comércio, em 15 de fevereiro de 2021. - A OMC convocou uma reunião especial do conselho geral na qual o ex-ministro das finanças nigeriano e veterano do Banco Mundial foi formalmente selecionado como o novo diretor-geral do órgão de comércio global. O presidente dos EUA, Joe Biden, apoiou fortemente sua candidatura logo depois que o único outro candidato restante, o ministro do Comércio sul-coreano Yoo Myung-hee, se retirou. (Foto: Eric BARADAT / AFP)

A nova secretária-geral da Organização Mundial do Comércio (OMS), Ngozi Okonjo-Iweala, afirmou nesta segunda, 15, que, com sua posse, o modelo de práticas usuais deve ser esquecido no órgão. A nigeriana afirmou estar "honrada" em ser a primeira mulher e africana a chegar ao cargo, e que está pronta para assumir os desafios da OMC. "O trabalho real começa agora", escreveu no Twitter, após os membros da organização terminarem a eleição, que descreveu como histórica. Ao longo do dia, diversos líderes mundiais congratularam Okonjo-Iweala.

LEIA MAIS | Brasil colaborará com diretora da OMC para promover livre comércio

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, escreveu que são "notícias fantásticas para o mundo e para as mulheres" no Twitter, afirmando desejar "tudo de bom no emprego de suas tremendas habilidades e experiência para a cooperação multilateral no comércio". Presidente de outra organização internacional, o líder do Banco Mundial, David Malpass, chamou a escolha de "excelente" e disse "estar ansioso para um novo relacionamento de trabalho forte", também na rede social.

Em meio às críticas de Okonjo-Iweala contra o nacionalismo na vacinação contra a covid-19, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou que a nigeriana tem as habilidades para ser a "líder perfeita" da OMC. Entre os desafios que Adhanom colocou, esteve a equidade na vacinação.

Com apoio importante da União Europeia, as principais autoridades do bloco congratularam a líder. A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou no Twitter apoiar "a reforma da OMC e a ajudaremos a proteger o sistema comercial multilateral baseado em regras". Além disso, escreveu que a "Europa apoia totalmente você". Na mesma rede social, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, afirmou que a ex-ministra das Finanças da Nigéria tem "total apoio da UE". "Você traz uma riqueza de experiência e conhecimento em um momento em que a OMC precisa de reforma", escreveu.

Na mesma linha, o Alto Representante da UE, Josep Borrell, escreveu que o bloco "apoiará inteiramente os seus esforços para reforçar ainda mais a OMC como pilar do multilateralismo, que é essencial para uma recuperação justa e resiliente para todos".

Mais cedo, a Reuters noticiou que a China através do seu Ministério do Comércio afirmou ter "total confiança" na nigeriana.