PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Voo ida e volta entre Fortaleza e Guarulhos apresenta a maior tarifa média no Brasil, segundo Abracorp

Em seguida vem a rota de ida do Galeão (RJ) com destino à Capital, no valor médio de R$ 966,94, e depois a ida de Guarulhos para Fortaleza (R$ 940)

Beatriz Cavalcante
11:17 | 09/02/2021
Levantamento Abracorp mostra tarifas médias das passagens no Brasil (Foto: Thais Mesquita)
Levantamento Abracorp mostra tarifas médias das passagens no Brasil (Foto: Thais Mesquita)

No ranking das mais elevadas tarifas médias no Brasil entre os trechos com maior participação na movimentação da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), o voo ida e volta entre Guarulhos (SP) e Fortaleza apresenta o maior preço, com média de R$ 1.321,63. Em seguida vem a rota de ida do Galeão (RJ) com destino à Capital, no valor médio de R$ 966,94, e depois a ida de Guarulhos para Fortaleza (R$ 940). Os dados fazem parte de levantamento "Impactos da pandemia nas viagens corporativas: balanço e perspectivas", por meio do BI Abracorp - Inteligência de Dados.

Apesar de valores elevados, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a tarifa aérea média no País teve queda de 4,5%. Segundo a agência, 45,2 milhões passageiros domésticos pagos foram transportados. Redução acumulada de 52,5% em relação a igual período de 2019.

Também conforme a Anac, o percentual médio de ocupação de aeronaves no mercado doméstico, em dezembro passado, foi de 81,6%, redução de 2,5% ao apurado em igual mês de 2019. Nos 12 meses do ano, a taxa foi de 80%, o que representa uma retração de 3,2% na comparação com igual período do ano anterior.

Taxa média de crescimento

No aéreo nacional, comparada movimentação registrada em abril de 2020, fundo do poço, segundo a Abracorp, com a do mês passado, as vendas cresceram mais de 1.400%. O melhor período para o mercado de viagens corporativas no ano passado foi novembro. Além do aumento da demanda por viagens aéreas nacionais, o BI Abracorp – Inteligência de Dados aponta o crescimento do mercado de locação.