PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Custo da construção civil no Ceará tem aumento de 10,9% e supera média nacional

Nordeste registra maior alta no custo médio de atividades de construção civil no Brasil. Puxaram a elevação os preços dos materiais necessários para as obras

Alan Magno
12:06 | 09/02/2021
Custo médio das obras de construção civil no Ceará aumenta 10,93% em 2020, tornando-se o quinto valor mais caro do Nordeste, com aumento acima da média nacional (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)
Custo médio das obras de construção civil no Ceará aumenta 10,93% em 2020, tornando-se o quinto valor mais caro do Nordeste, com aumento acima da média nacional (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)

No Ceará, cada metro quadrado construído custa em média R$ 1.182, contando despesas com materiais e mão de obra. Valor representa um aumento de 10,93% do registrado no início do ano passado e o quinto maior dentre os nove estados do Nordeste. O salto no Estado encontra-se acima da média nacional, que ficou em 10,1%.

A alta significativa no valor dos materiais de construção está diretamente associada com a elevação do custo médio por cada construção feita na Região, conforme revelou o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira, 9.

Os valores devem pesar no bolso do consumidor final, conforme analisa Sarah Aguiar Pio, diretora executiva da construtora Mendonça Aguiar. "Fica impossível não repassar os aumentos para o consumidor final, analisando de forma isolada tivemos aumentos de até 80% em insumos de grande impacto como tijolo, cimento e aço", detalhou. 

Sarah afirma ainda que com base nas projeções de mercado, as tabelas de preço deste ano já estão sendo divulgadas levando em consideração o reajuste. Ela comenta que alguns lançamentos que estavam previstos para o fim de 2020, período no qual a elevação dos preços se fortificou, precisaram ser adiados para que os valores fossem recalculados. "Chegou a um ponto de que foi preciso atrasar o lançamento porque o orçamento que tínhamos previsto não era mais suficiente para terminar de construir o prédio", detalhou. 

No cenário cearense, ela aponta que os preços dos insumos de construção já estavam elevados antes dos impactos da pandemia serem sentidos pelo setor e que a redução de produção vivida ao longo de 2020 intensificou a subida de preços, devido a grande demanda e pouca oferta dos produtos. Com relação ao ano de 2021, ela pontua não acreditar que os valores sofram uma grande queda.

"A partir do segundo semestre do ano haverá sim uma regulação do mercado, com novos preços, e devemos atualizar nossas ofertas ao consumidor final de acordo com essa regulação, mas não vai voltar a ser como antes. O mercado já absorveu os novos preços", completa ao dizer que o consumidor enfrentará uma mudança cultural relacionadas as formas de negociação de imóveis. "A grande oferta de descontos, de negociação, isso acabou. Estamos ofertando novas tabelas com outros patamares e valores mais próximos do real diante dos custos e o consumidor tá absorvendo isso, é um movimento de todo o mercado", finalizou. 

Brasil

Os custos com materiais de construção encerraram 2020 em alta, mantendo a tendência de crescimento acelerado do preço registrada desde agosto do ano passado. O aumento médio acumulado no ano foi de 10,16%, valor 6,13 pontos percentuais maior do que o registrado em 2019. Os preços subiram em média 1,94% somente em dezembro de 2020.

Por outro lado, o preço da mão de obra fechou o ano em queda de 0,7%. Assim, do total de gastos para construção no País, apenas 0,18% diz respeito ao pagamento de mão de obra especializada para conduzir as obras.

Nordeste

No recorte regional, o Nordeste se apresenta como região mais cara do Brasil para a construção civil, tendo fechado 2020 com valor médio de R$ 1.201,17 por metro quadrado de área construída, valor 12,5% maior do que o registrado em 2019. Com relação ao restante do País, os valores registrados foram: R$ 1.289,71 (Norte); R$ 1.201,17 (Nordeste); R$ 1.319,86 (Sudeste); R$ 1.335,31 (Sul) e R$ 1.260,87 (Centro-Oeste).

Os preços médios no Nordeste sofreram influência do acumulado registrado na Bahia, com a maior taxa de aumento em 2020 e valores elevados em 17,08%. Apresentando, também, a maior taxa no acumulado da parcela dos materiais, 28,09%, e preço médio por metro quadrado construído de R$ 1.250,07.

Confira custo médio da construção civil, por metro quadrado, no Nordeste:

Maranhão - R$ 1214,97
Piauí - R$ 1211,36
Ceará - R$ 1182,73
Rio Grande do Norte - R$ 1129,59
Paraíba - R$ 1229,65
Pernambuco - R$ 1163,45
Alagoas - R$ 1155,45
Sergipe - R$ 1120,38
Bahia - R$ 1250,07

Fonte: IBGE