PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

L'Occitane au Brésil informa estar "em processo de planejamento" sobre fechamento de lojas no Ceará

O braço da multinacional francesa no Brasil fechou 39 estabelecimentos no ano passado

Beatriz Cavalcante
14:45 | 05/02/2021
L'Occitane au Brésil fechou 39 lojas no País em 2020 (Foto: Reprodução site do Iguatemi)
L'Occitane au Brésil fechou 39 lojas no País em 2020 (Foto: Reprodução site do Iguatemi)

L'Occitane au Brésil informou ao O POVO que está "em processo de planejamento" ao ser questionada sobre fechamento de lojas e planos para o Ceará. A empresa possui presença em estabelecimentos no Estado como RioMar Kennedy, Del Paseo, RioMar Fortaleza e Sobral Shopping.

A marca de operação exclusiva e lançada em 2013 no Brasil faz parte do grupo francês L'Occitane, que atua em 90 países e fatura em torno de € 1,7 bilhão ao ano. Em apresentação da direção global da empresa a analistas, em novembro de 2020, divulgada pelo jornal Valor Econômico, a empresa mostrou que encerrou 39 estabelecimentos da  L’Occitane au Brésil no ano passado, cerca de 12% dos pontos de venda da marca no País e 20% das lojas que possui no mercado brasileiro. 

Já as 122 unidades da L'Occitane en Provence não fecharam no Brasil. Hoje são 157 lojas da L’Occitane au Brésil no País, que foi criada para focar no consumidor brasileiro, e bater de frente com marcas de tíquete médio igualmente como os da Natura e Boticário.

Sobre possível saída do Ceará e os planos da rede para o Estado, a multinacional disse, em nota ao O POVO, que  está "em processo de planejamento neste exato momento, abordando o Brasil como um todo", para que possa se posicionar onde o público consiga encontrar a marca, além de considerar o "Nordeste como um dos pontos de grande importância e relevância".

"L'Occitane au Brésil nasceu com o propósito de celebrar toda a brasilidade do nosso País e o Nordeste é parte fundamental dessa diversa cultura. Isso está refletido na nossa história e na criação de cada um dos nossos produtos", complementou.

Ainda na semana passada, a L'Occitane en Provence, braço norte-americano, pediu concordata nos Estados Unidos e está em processo para fechar 23 lojas, focando no e-commerce e diminuindo custos com aluguel de lojas.