PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

CNTRC avalia liminar que proíbe paralisação de caminhoneiros na Rodovia Dutra

16:14 | 30/01/2021

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) informou que teve acesso à liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que proíbe caminhoneiros de fazerem greve e obstruírem a Rodovia Dutra. "Recebemos a liminar, e nosso jurídico está ciente do teor", informou, acrescentando que se manifestará sobre o tema assim que tiver uma posição.

A liminar, publicada ontem (29) e assinada pela juíza Cláudia Vilibor Breda, proíbe a interdição da Rodovia Dutra e estabelece multa de R$ 10 mil para pessoas físicas e R$ 100 mil para jurídicas caso descumpram a determinação. A decisão ocorre após a categoria sinalizar paralisação na semana que vem.

O CNTRC enviou ofícios na quarta-feira (27) a órgãos como o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor e a Presidência da República para notificação e aviso da greve dos caminhoneiros autônomos, empregados e cooperados. A interrupção das atividades está programada para a próxima segunda-feira (1º de fevereiro) e por prazo indeterminado.

Na manhã deste sábado, o presidente Jair Bolsonaro pediu aos caminhoneiros que não fizessem greve, durante passeio, em Brasília. Ao apelar à categoria, disse que se a paralisação ocorrer, não será ele, mas o Brasil todo perderá. "Fiz apelo aos caminhoneiros. Sabemos dos problemas deles. Se tivesse condições, zeraria PIS/Cofins [óleo diesel], que está em R$ 0,33, mas vamos tentar zerar pelo menos, mas não é fácil", afirmou.