PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Ceará vai receber R$ 500 mil para fortalecer turismo doméstico

Ao todo, o Ministério do Turismo vai repassar R$ 8,2 milhões para 16 estados e mais Distrito Federal investirem em campanhas de promoção de rotas turísticas

08:35 | 15/01/2021
Ceará vai receber R$ 500 mil do Ministério do Turismo para investir  na promoção do turismo doméstico (Foto: Divulgação)
Ceará vai receber R$ 500 mil do Ministério do Turismo para investir na promoção do turismo doméstico (Foto: Divulgação)

O Ceará vai receber R$ 500 mil de apoio financeiro do Governo Federal para investir na promoção de rotas com foco no turismo doméstico. A medida faz parte de um pacote de ações firmado pelo Ministério do Turismo com os estados para acelerar o processo de recuperação do setor. No Brasil, o investimento total chega a R$ 8,3 milhões em 16 estados e mais Distrito Federal.

A estratégia é estimular campanhas promocionais tanto de rotas turísticas quanto de produtos regionais, com foco no turismo interno e de proximidade (curta distância). O que, seguindo tendências mundiais, será um dos principais impulsionadores da retomada do turismo.

Para receber os recursos, estipulados em até R$ 500 mil, as secretarias estaduais tiveram de cadastrar propostas de promoção dos seus destinos internos até outubro do ano passado. Ao todo, o órgão recebeu 26 propostas, sendo que Alagoas manifestou não ter interesse naquele momento.

“Queremos que o setor de turismo, tão impactado pela pandemia, possa se recuperar e promover o seu turismo interno, seguindo todas as regras de biossegurança que garantam a proteção de turistas e trabalhadores do setor. O objetivo é promover o turismo interno, ou seja, Pernambuco para os próprios pernambucanos, Minas Gerais para os mineiros, mostrar a Paraíba para todos os paraibanos e assim por diante”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

A liberação dos recursos ocorrerá após apresentação de documentação ao Ministério do Turismo pelos gestores locais relacionadas a publicação dos editais para produção das campanhas promocionais, obedecendo os critérios estabelecidos na Portaria Interministerial nº 424, de 30 de dezembro de 2016.