PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Fraport planeja revitalização dos antigos terminal e base aérea para negociar espaços

Separados em lotes de 2 mil metros quadrados (m²), os espaços devem ser utilizados em projetos de varejo, centros logísticos, supermercados, mega store, postos de gasolina, além do hotel, que é o grande projeto anunciado pela Fraport

Samuel Pimentel
07:39 | 01/12/2020
Fachada do Aeroporto Internacional Pinto Martins, administrado pela empresa alemã Fraport. (Foto: Mauri Melo/O POVO). (Foto: Mauri Melo)
Fachada do Aeroporto Internacional Pinto Martins, administrado pela empresa alemã Fraport. (Foto: Mauri Melo/O POVO). (Foto: Mauri Melo)

A Fraport pretende revitalizar e negociar as áreas de lote de sua propriedade na BR 116 e avenida Carlos Jereissati, além de prédios, como o antigo Terminal (TAG) e antiga Base Aérea. Chamado de projeto Real Estate do Fortaleza Airport, a administradora do Aeroporto Internacional Pinto Martins pretende promover o desenvolvimento imobiliário no espaço conhecido como sítio aeroportuário, cedido à empresa na concessão do Aeroporto de Fortaleza.

LEIA MAIS | Fraport chama empresas para construir hotel ao lado do Aeroporto de Fortaleza

Separados em lotes de 2 mil metros quadrados (m²), os espaços devem ser utilizados em projetos de varejo, centros logísticos, supermercados, mega store, postos de gasolina, além do hotel, que é o grande projeto anunciado pela Fraport. Esse último já teve o recebimento de propostas até o último dia 25/11, com definição do parceiro que deve tocar o projeto entre fevereiro e março de 2021.

Ao O POVO, a Fraport confirmou: "Estamos a todo o tempo disponíveis para receber e analisar propostas não só para o hotel, mas para outros empreendimentos".

A administradora do Aeroporto não revelou os nomes dos interessados no projeto do hotel, mas destaca que recebeu retorno de "uma boa quantidade de interessados". Ainda ressalta que, apesar do prazo da RFP do hotel, a Fraport segue aberta a outras negociações "a qualquer momento".

Simulação do empreendimento ao lado do Aeroporto de Fortaleza
Simulação do empreendimento ao lado do Aeroporto de Fortaleza (Foto: Divulgação/Fraport )

Hotel

 

Trata-se do lançamento de um RFP (Request for Proposal) para cessão de área destinada à construção e operação de um hotel, ao lado do Fortaleza Airport, com frente para a conhecida avenida do Aeroporto. O público-alvo são redes e operadores hoteleiros, assim como investidores. Outros detalhes serão tratados durante o processo de RFP.

A área total destinada à exploração imobiliária (real state) possui aproximadamente 1 km² e será dividida em lotes a partir de 2.500 m², com frente para as a BR-116 e avenida Senador Carlos Jereissati. De acordo com a Fraport, o RFP do hotel é um primeiro passo do real state.

As áreas do terreno aeroportuário possuem perfil como greenfield (lotes) e brownfield (antigos prédios), algumas com acesso direto ao pátio de aeronaves. Há também opções de lotes com frente para a avenida e rodovia, algo que, segundo a administradora do Aeroporto de Fortaleza, tem apelo direto ao varejo e grandes lojas.

VEJA AS PROPOSTAS DA FRAPORT PARA OS ESPAÇOS A SEREM OFERECIDOS


BR 116: Há lotes nesta região com frente direta, ideais para grandes lojas como supermercados, material de construção e hospitais. Ainda nesta área, onde abrigava parte da estrutura da F A B , há opções de prédios e lotes interligados diretamente ao sistema de pista, possibilitando assim o uso para centros logísticos, cargas, hangares e manutenção de aeronaves.

Av. Jereissati: Nesta região, o Terminal de Passageiro se faz um destino já consolidado e os lotes são com frente imediata para a avenida, ou seja, todo o fluxo que se destina ao aeroporto e demais regiões vizinhas passará na frente dos futuros empreendimentos. Ideais para atividades como: posto de combustível, pet shop, concessionária de veículos entre outros.

TAG - Antigo Terminal: Com a transferência da operação do Terminal em 1998, o prédio que atualmente é utilizado apenas para aviação executiva, tem total perfil para se transformar em um centro de serviços e entretenimento. Na região já existem uma delegacia e um ponto de atendimento da Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece).