PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Aumentos nas tarifas de água, gás canalizado e transporte interurbano são adiados para dezembro

Eventuais perdas das concessionárias dos serviços públicos, quando comprovadas, podem ser compensadas após o período da emergência de saúde pública

12:09 | 17/07/2020
O aumento só poderá ser estabelecido a partir de dezembro deste ano. (Foto: Arquivo)
O aumento só poderá ser estabelecido a partir de dezembro deste ano. (Foto: Arquivo)

A Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) adiou, nesta quinta-feira, 17, os reajustes e revisões de tarifas dos serviços de distribuição de gás canalizado, transporte regular interurbano e água e esgoto. Os efeitos financeiros dessas mudanças passam a valer apenas a partir do dia 1º de dezembro deste ano.

A decisão, de acordo com nota divulgada pela agência, levou em conta os impactos causados pela disseminação da pandemia do novo coronavírus. “A gravidade da situação enfrentada pelos cearenses mais do que justifica a necessidade de medidas urgentes para mitigação dos efeitos financeiros causados pela Covid-19”, defendeu em nota Hélio Winston Leitão, presidente da Arce.

Leia Também | Justiça declara ilegal aumento da conta de água e manda Cagece devolver dinheiro

Em resolução que estabeleceu o adiamento do aumento das tarifas, a Arce ressaltou que eventuais perdas das concessionárias dos serviços públicos poderão ser compensadas quando o período da emergência de saúde pública for encerrado no Ceará. A agência exigirá que as perdas sejam comprovadas para que a compensação seja autorizada.

O Governo Estadual ainda garantiu isenção da conta de água para 375 mil famílias cearenses, de acordo com dados do portal oficial contabilizados até o fim de junho. Também como forma de auxiliar o combate de efeitos financeiros da pandemia, o Executivo estadual beneficiou mais de 240 mil famílias com o Vale-Gás, tíquete que possibilita recarga única de um botijão de gás comum, de 13 kg.