PUBLICIDADE
Economia
Noticia

Brisa Net abre 700 vagas até o fim do ano em Fortaleza

Na última segunda-feira, 22, o jornalista Jocélio Leal conversou com o CEO da Brisa Net, José Roberto Nogueira

01:00 | 27/06/2020

Internet que você usa na sua casa é boa? Neste momento de transição, em que muita gente está utilizando a internet de casa e não a do trabalho, a conexão deve ser sempre boa.
Uma empresa do Ceará, com sede em Pereiro, está em franca expansão. A Brisa Net está contratando para Fortaleza até o fim do ano 700 empregados e pretende contratar mais 500. Hoje, a Brisa Net tem 4. 400 funcionários e anuncia querer chegar a 5.700. Quem revela tais números é o fundador da empresa, CEO da Brisa Net, José Roberto Nogueira. De Pereiro, ele concedeu entrevista à rádio O POVO/CBN.

Jocélio Leal – Qual é a explicação para um empresa crescer em plena pandemia?
José Roberto Nogueira – A Brisa Net tem uma jornada de 22 anos. Em 2010, a Brisa Net estava presente em150 cidades do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba, no mundo do rádio. Hoje, a Brisa Net está presente em quatro estados, é a maior do mundo entre pequenos provedores. Estamos próximos a 480 mil clientes. Primeiro teve crescimento na evolução do interior.

Jocélio – Como se inscrever nas vagas? Qual nível para as vagas disponíveis?
José Roberto – A principal atividade para as vagas abertas é a instalação. Fazer infraestrutura dentro dos prédios. Não exige grande experiências, mas que a pessoa já tenha algum conhecimento no setor. A Brisa Net sempre contrata como primeiro emprego. Inclusive, 95% do quadro de funcionários é o primeiro emprego. Nós temos um DNA de formação interna. Vamos contratar 700 pessoas até o fim do ano em Fortaleza, e nesse momento, o treinamento fica mais difícil. Até o mês de fevereiro a Brisa Net tinha mais de 200 formandos, nós estávamos contratando 300 por mês.

Jocélio - Como concorrer às vagas?
José Roberto – Acessando o site da Brisa Net e a seção trabalhe conosco. Todo o processo de seleção vai ser feito à distância. O grupo de Fortaleza, ao contrário dos demais, vai iniciar seus trabalhos ao lado de alguém que já tem experiência, não vai passar pelo processo de treinamento na sede. As entrevistas serão online e uma vez contratado vai trabalhar direto. O treinamento é junto a uma pessoa qualificada.

Jocélio – Qual a estratégia para expandir em Fortaleza?
José Roberto – Em Fortaleza, a cidade é dividida em 12 blocos, 12 centrais de onde nascem todos os cabos. A construção acontece por área, demora 20 dias para essa produção. Em outras capitais, a Brisa Net fez o mesmo processo. O sucesso é ter infraestrutura superior. O preço que a Brisa Net pratica é o mesmo, independente se é capital ou interior.

Jocélio - Você é também dono de um negócio de polpa de frutas. Como você concilia a fibra ótica e a das frutas?
José Roberto – Meu DNA é roça. Fiquei até 20 anos na roça. Depois tive várias formações. Mas sempre fiquei buscado uma forma de mudar a área de agricultura do semiárido. Hoje sou um pesquisador sobre o futuro da agricultura no semiárido, mas pra isso acontecer tem que ter uma destruição do produto que vem a ser nova agricultura. Há 10 anos fundei a Nossa Fruta Brasil, e minha sócia cuida de toda parte comercial. O que gosto é estar envolvido no novo formato de fabricação agrícola e a gestão da fábrica e linha de produção. A comercialização, eu iniciei há 10 anos, mas hoje a minha sócia é quem cuida e estamos presentes do Maranhão à Bahia.