PUBLICIDADE
Economia
Noticia

Fecomércio lança produtos digitais para auxiliar comerciantes locais

Objetivo é ajudar empreendedores, principalmente os micros e pequenos, a se manterem ativos durante e após a crise

15:31 | 08/05/2020

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) anunciou nesta sexta-feira, 8, a criação de três produtos digitais que visam auxiliar empreendedores cearenses, principalmente os micros e pequenos comerciantes, a continuarem com suas vendas durante a crise do coronavírus. A ideia é oferecer condições para que esses negócios sobrevivam à pandemia e possam se recuperar quando tudo voltar ao normal.

O primeiro produto anunciado foi o Fecomércio Bank, um banco digital que vai atender tanto clientes pessoas físicas quanto as empresas. A ideia é oferecer taxas menores em negociações, desburocratizar serviços e otimizar tempo para ampliar oportunidades, conforme diz o presidente da entidade, Mauricio Filizola. "Estamos prontos para atender todas as necessidades financeiras. Uma equipe qualificada, preparada tecnicamente para dar suporte e auxiliar da melhor forma possível, com o intuito de fazer o negócio prosperar, sempre com maior rentabilidade e menor custo", assegura.

Além de todos os serviços tradicionais, o Fecomércio Bank oferece opções diversas, voltadas para o entretenimento, compras online, recarga de celular, compras de passagens, créditos no Google Play, Netflix, Sportfy, dentre outros produtos e serviços.

Alem do banco digital, a Fecomércio-CE anunciou também a criação do markeplace "Tá Fácil Comprar", uma plataforma digital na qual diferentes lojas e pessoas poderão vender seus produtos. Trata-se de uma espécie de shopping center virtual. A ideia, informa a entidade, é facilitar o acesso às compras, via site ou aplicativo, para empresas que não tenham acesso ou condições de terem sua própria plataforma digital. "Já os consumidores ganham com a diversidade de produtos e serviços de vários segmentos, tudo em um mesmo lugar, com muitas possibilidades de ofertas e com baixo custo de taxa de entrega por bairro", diz Filizola.

Por fim, a federação divulgou o programa "Gestão da Retomada", que irá preparar gestores para a retomada das suas atividades, apoiando as decisões estratégicas. Utilizando uma abordagem denominada “learn by doing”, e através de insights de empresários, especialistas e consultores, apoiados por plataformas de comunicação, gestão do conhecimento e simulação, o programa visa auxiliar gestores de empresas a saírem da crise de uma forma mais efetiva.

A previsão é de que todos os produtos estejam disponíveis até o fim de maio.