PUBLICIDADE
Economia

Projeto de autonomia do BC não sofreu grandes modificações, diz Campos Neto

14:44 | 28/03/2019
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, comentou nesta quinta-feira, 28, que o projeto de autonomia do BC que tramita no Congresso Nacional sofreu apenas pequenas alterações após a sua chegada à instituição.
"Não houve nenhuma grande modificações. Na nossa opinião o projeto está bom e depende da tramitação no Legislativo. Entendemos que é um projeto muito importante para o Brasil", respondeu ele.
Spread bancário
O presidente do Banco Central voltou a dizer que não está "contente" com os spreads bancários praticados no mercado de crédito brasileiro. "Achamos que é alto", respondeu.
Ele voltou a dizer que tem se debruçado sobre as imperfeições do mercado que levam os bancos brasileiros a praticarem spreads superiores à média de outros países. "Temos que fazer um trabalho enorme na parte de recuperação de crédito", repetiu, reforçando que o BC tem trabalhado para avançar na garantia de crédito.
Segundo ele, o custo operacional das instituições brasileiras também é outro fator a pesar sobre o preço do crédito.
O presidente do BC alegou ainda que o lucro dos bancos brasileiros é de 15% em média, enquanto em outros países a lucratividade do setor chega a 22%. "O lucro sobre o spread no Brasil não é mais alto que em outros países, mas o spread aqui é mais alto", considerou.
Segundo ele, o diretor de Organização do Sistema Financeiro do BC, João Manoel de Pinho, vai trabalhar essa questão sobre a competição bancária.

Agência Estado