PUBLICIDADE
Economia

Guedes diz que representante comercial dos EUA foi 'um pouco duro' em reunião

13:47 | 19/03/2019
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Representante Comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, foi "um pouco duro" na reunião realizada na segunda-feira, 18, na qual questões comerciais foram tratadas. "Eu até brinquei falando que ele pensou que eu sou chinês", destacou. "Ele está analisando país a país para reduzir o superávit comercial que possuem com os EUA. Só que, no caso do Brasil, o País tem um déficit comercial com os Estados Unidos."
De acordo com Guedes, Lighthizer destacou que o Brasil precisaria entender que, para ingressar na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), "nós queremos definir claramente o espaço dos países", porque "se é uma economia madura, uma das maiores, então tem que sair do grupo favorecido da OMC".
Segundo o ministro, esse foi a solicitação de Lighthizer. "Eu fiz o meu pedido: quero entrar na primeira divisão. Ele falou: então me ajuda a limpar a segunda divisão."
Ao ser questionado se aceita o pedido de Lighthizer, Guedes destacou: "Não vou dizer em que lado vou bater o pênalti."
O ministro apontou que acha que o presidente Jair Bolsonaro levará ao presidente dos EUA, Donald Trump, em encontro na Casa Branca nesta terça-feira o pleito do Brasil de ingressar na OCDE.

Agência Estado