PUBLICIDADE
Economia
Previdência

Ministério nega que proposta de militares causaria elevação de custo da categoria em R$ 10 bilhões

12:14 | 16/03/2019

O Ministério da Defesa informou que não é verdade informação de que a proposta de reformulação da Previdência dos militares representaria custo extra de R$ 10 bilhões em uma década.

A notícia com a informação foi produzida pela Agência Estado e reproduzida pelo O POVO nessa sexta-feira, 15.

Em nota à imprensa, o Ministério disse que "não é verdadeira" a informação de que "o Projeto de Lei sobre o Sistema de Proteção Social dos Militares implicaria em gastos de R$ 10 bi em uma década".

Na matéria da Agência Estado, é informado que foi prevista reestruturação na carreira da categoria, com aumento de benefícios - o que geraria o custo extra. Os cálculos existentes na proposta entregue pelo Ministério da Defesa ao Ministério da Economia seriam validados pelos técnicos. Então, os dados seriam levados ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Segundo a nota do Ministério da Defesa, "questionado sobre valores e possíveis déficits contidos no projeto, este Ministério comunica que as informações não condiziam com o texto da proposta, que ainda está sendo finalizada em conjunto com o Ministério da Economia, cumprindo os prazos estabelecidos".

Redação O POVO Online