Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Saiu o resultado da Mega da Virada Concurso 2110 desta segunda, 31 de dezembro (31/12)

Apostas da Mega Sena da Virada Concurso 2010 podem ser feitas até 16 horas no horário de verão 15 horas no horário do Nordeste. Sorteio será nesta segunda-feira, 31 de dezembro (31/12)
08:43 | Dez. 31, 2018
Autor
Foto do autor
Autor
Tipo Notícia
 
O resultado da Mega da Virada, Concurso 2110 da Mega Sena, será sorteado na noite desta segunda-feira, 31 de dezembro (31/12). O sorteio será realizado às 20 horas no horário brasileiro de verão, 19 horas em Fortaleza, nos estúdios da TV Globo. Apostas podem ser feitas até 16 horas no horário de verão, 15 horas no horário do Nordeste
 
O resultado do Concurso 2109 da Mega Sena foi conhecido na quinta, 20 de dezembro (20/12). Os números sorteados foram: 04 12 16 34 44 49. Não houve ganhador e o prêmio acumulou. 
 
O sorteio da Mega Sena Concurso 2108 foi realizado na noite de terça-feira, 18 de dezembro (18/12). Os números sorteados foram: 19 22 29 41 44 59. Não houve ganhadores e a Mega Sena acumulou.
 
[FOTO1] 
 
Nenhum apostador acertou as seis dezenas da Mega Sena Concurso 2107 de sábado, 15 de dezembro (15/12). Na ocasião, os números sorteados foram: 08 - 38 - 44 - 50 - 56 - 60. 
 
Não houve ganhador no concurso anterior da Mega Sena, concurso 2106. Os números sorteados na última quarta-feira, 12 de dezembro (12/12), foram: 03 27 36 39 40 43 
 
Não houve ganhador no sorteio da Mega Sena Concurso 2105 de sábado, 08 de dezembro (08/12). Na ocasião, os números sorteados foram: 11 - 13 - 16 - 24 -31 - 46.
  
O sorteio da Mega Sena Concurso 2104 de quinta-feira, 6 de dezembro (06/12), não teve ganhador e o prêmio acumulou. Confira os números sorteados: 02 10 12 27 45 56.  
[SAIBAMAIS]  
Não houve ganhador no sorteio da Mega Sena Concurso 2103, realizado nesta terça-feira, 4 de dezembro (04/12), e o prêmio acumulou. Confira os números sorteados: 03 13 40 44 46 50.

Não houve ganhador no sorteio da Mega Sena Concurso 2102 de sábado, 1º de dezembro (01/12). Na ocasião, os números sorteados foram: 04 06 17 34 51 57 
 
No Concurso 2101, na quarta-feira, 28 de novembro (28/11), o prêmio acumulou. Os números sorteados foram: 02 08 18 37 56 58. 
 
No sorteio anterior, o prêmio acumulado de R$ 69.186.484,11 da Mega Sena no Concurso 2100 de sábado, 24 de novembro (24/11), foi para uma única aposta. do município de Indaiatuba, São Paulo. 
 
Além do prêmio principal, houve 266 apostas que acertaram cinco números. Cada uma levará R$ 17.704,75. E 15.540 apostas acertaram quatro números. Elas receberão R$ 432,93 cada.
 
No sorteio anterior, concurso Concurso 2099 da Mega Sena, na quarta-feira, 21 de novembro (21/11), nenhum apostador acertou as seis dezenas e o prêmio acumulou. A estimativa de prêmio neste sábado, 24 de novembro, é de R$ 70 milhões.  Os números sorteados no concurso anterior, 2099, foram: 05 15 20 27 30 58
  
Não houve ganhador na Mega Sena Concurso 2098 de sábado, 17 de novembro (17/11). Na ocasião, os números sorteados foram: 02 08 18 27 38 60.
 
No sorteio anterior da Mega Sena, não houve ganhador no concurso 2097, sorteado na última quarta-feira, 14 de novembro (14/11), e o prêmio acumulou. No concurso 2097, os números sorteados foram: 09 24 28 45 49 51 
 
No concurso 2096, sorteado no sábado, 10 de novembro (10/11), ninguém acertou as seis dezenas e o prêmio acumulou. Os números sorteados foram: 06 11 13 19 24 51 
 
O resultado do sorteio da Mega Sena concurso 2095 saiu na noite de quarta-feira, 7 de novembro (07/11). Ninguém acertou as seis dezenas e o prêmio acumulou. Os números sorteados foram: 16 - 29 - 35 - 43 - 49 - 56. 

O resultado da Mega Sena Concurso 2094 saiu na noite de sábado, 3 de novembro (03/11), em sorteio organizado pela Caixa Econômica Federal (CEF) e realizado na cidade de Arapiraca, em Alagoas. Não houve ganhador na loteria e o prêmio acumulou para R$ 22 milhões. Confira os números sorteados: 04 16 19 31 33 44. 

Não houve ganhador no sorteio da Mega Sena Concurso 2093 de quarta, 31 de outubro (31/10). Confira os números sorteados: 08 14 27 34 52 54.

Foram divulgados na noite de sábado, 27 de outubro (27/10), os números do concurso 2092 da Mega Sena. As dezenas sorteadas foram: 11 - 13 - 15 - 17 - 22 - 27

Na quinta-feira, 25, um apostador de Curitiba, no Paraná, acertou as seis dezenas no concurso 2091 e faturou, sozinho, R$ 20.024.894,84. Confira os números sorteados: 10 11 12 37 38 59. Na terça-feira, 23 de outubro (23/10), ocorreu o sorteio do Concurso 2090 da Mega Sena.

Ninguém levou o prêmio máximo na Mega Sena Concurso 2089 de sábado, 20 de outubro (20/10). Na ocasião, os números sorteados foram: 05 - 10 - 32 - 38 - 48 - 49

O prêmio máximo do último Concurso 2088 da Mega Sena, realizado na quarta, 17 de outubro (17/10), saiu para um ganhador da cidade de Castro Alves, na Bahia. O apostador acertou os seis números e faturou, sozinho, R$ 2.526.635,00. Confira os números sorteados: 03 14 24 27 38 56.

No sorteio da Mega Sena Concurso 2087 de sábado, 13 de outubro (13/10), um ganhador da cidade de Marabá, no Pará, acertou as seis dezenas e faturou, sozinho, R$ 27.364.769,44. Confira os números sorteados: 02 18 19 23 34 53.

Não houve ganhador no Concurso 2086 da Mega Sena, que ocorreu na quarta, 10 de outubro (10/10). Na ocasião, os números sorteados foram: 04 35 43 46 47 53.

Não houve ganhador no Concurso 2085 da Mega Sena, que ocorreu neste sábado, 6 de outubro (06/10). Confira os números: 12 - 21 - 25 - 37 - 38 - 49.

No Concurso 2084 não houve ganhador e o prêmio acumulou para R$ 19 milhões. Confira os números sorteados: 07 20 26 37 38 39.

Não houve ganhador no sorteio da Mega Sena Concurso 2083, que foi realizado no sábado, 29 de setembro (29/09). Os números sorteados do Concurso 2083 foram: 01 18 19 33 56 60.

No Concurso 2082 da Mega Sena, realizada na quarta-feira, 26 de setembro (26/09), um apostador da cidade de Vitória, no Espírito Santo, faturou, sozinho, R$ 2.420.701,10. Na ocasião os números divulgados foram: 06 25 33 42 48 49. 
 
Um ganhador da cidade de Itaguara, Minas Gerais, faturou, sozinho, R$ 21.763.750,54 no sorteio do Concurso 2081 da Mega Sena, que ocorreu sábado, 22 de setembro (22/09). Na ocasião, esses foram os números sorteados: 13 18 35 40 41 42.

Ninguém acertou as seis dezenas do sorteio da Mega Sena Concurso 2080, que foi realizado quinta, 20 de setembro (20/09). 38 apostas acertaram cinco números e levaram, cada um, R$ 43.325,46. Já a Quadra saiu para 2.892 apostas e cada ganhador faturou R$ 813,26. Confira os números sorteados na ocasião: 10 22 40 46 55 58. 
 
Ninguém também acertou as seis dezenas do Concurso 2079 da Mega Sena, que ocorreu na terça, 20 de setembro (20/09). Na ocasião, os números sorteados foram: 01 02 14 37 55 58.

Ninguém ainda acertou as seis dezenas do Concurso 2078 da Mega Sena do sábado, 15 de setembro (15/09). A estimativa de prêmio para o Concurso 2079 é de R$ 5.000.000,00

Houve 26 apostas que acertaram cinco dezenas. Cada uma levará R$ 58.827,22. E 2.715 apostas acertaram quatro dezenas. Cada uma leva R$ 804,79. Os números sorteados foram: 02 - 11 - 15 - 30 -36 - 39
 
Na quarta-feira, 12 de setembro (12/09), o concurso 2077 da Mega Sena pagou prêmio de R$ 27,7 milhões a uma única aposta. Os números sorteados na quarta foram: 13 - 16 - 26 - 35 - 37 - 39. 
 
Ninguém acertou as dezenas do Concurso 2076 da Mega Sena, que foi realizado sábado, 8 de setembro (08/09), na cidade de São Bento do Sul, em Santa Catarina. Na ocasião, os números sorteados foram: 05 06 12 15 22 43.

O sorteio do Concurso 2075 da Mega Sena, que ocorreu na quarta, 5 de setembro (05/09), também não teve vencedor. Na ocasião, os números sorteados foram: 07 09 23 33 57 59.

Dois apostadores acertaram as seis dezenas da Mega Sena do sorteio do Concurso 2074, que foi realizado no sábado, 1 de setembro (01/09), e receberão cada um R$ 22.327.541,33. Os ganhadores são das cidades de Passos (MG) e São Sebastião (SP). As dezenas sorteadas foram: 08 - 18 - 23 - 37 - 42 - 58.

Houve cinco apostadores que acertaram cinco números e receberão, cada um, R$ 19.405,99. Houve ainda 8.812 apostas que acertaram quatro números. Os apostadores receberão R$ 541,11.

concurso 2073, sorteado na última quarta-feira, 29 de agosto (29/08), não teve ganhador no prêmio principal. Os números sorteados no concurso foram: 12 - 15 - 18 - 30 - 52 - 55.

No sorteio do Concurso 2072 da Mega Sena, que foi realizado no sábado, 25 de agosto (25/08), Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas em Itabela, na Bahia. Os números sorteados deste concurso foram: 10-12-13-20-22-54. 

A Quina (cinco acertos) teve 135 apostas ganhadoras, com prêmio no valor de R$ 21.303,29 cada. A Quadra (quatro acertos), registrou 8.860 apostas ganhadoras, e pagou R$ 463,71 para cada acertador.

No Concurso 2071 da Mega Sena, que ocorreu nessa quarta, 22 de agosto (22/08),ninguém acertou as dezenas sorteadas, que foram: 24 - 33 - 34 - 35 - 46 - 60.

Ninguém acertou os números do Concurso 2070 da Mega Sena, que foi realizado no último sábado, 18 de agosto (18/08).

Como apostar na Mega Sena

Os sorteios da Mega Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 3,50, podendo ser feita até as 19 horas (horário de Brasília) em qualquer lotérica do País.

Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do país.

Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer suas apostas na Mega Sena pelo computador, tablet ou smartphone.

Recebimento de prêmios da Mega Sena

Você pode receber o prêmio em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da Caixa. Caso o prêmio líquido seja superior a R$ 1.332,78 (bruto de R$ 1.903,98) o pagamento pode ser realizado somente nas agências da Caixa. Valores iguais ou acima de R$ 10.000,00 são pagos após 2 dias de sua apresentação na agência da Caixa.

Redação O POVO Online 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Lima fala em corrigir erros, foca no Flamengo e responde a críticas sobre o ataque do Ceará

15:44 | Ago. 17, 2021
Autor Lucas Mota
Foto do autor
Lucas Mota Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O meia-atacante Lima participou de entrevista coletiva nesta terça-feira, 17, na reapresentação do elenco alvinegro. Com a semana cheia para trabalhar para o próximo confronto diante do Flamengo, o jogador comentou sobre o momento de corrigir os erros cometidos na derrota para o Corinthians, a busca por três pontos contra o Rubro-Negro e as críticas ao setor ofensivo do Ceará.

"Infelizmente aconteceu (quebra de invencibilidade de 11 jogos). Temos a semana para trabalhar, ver os nossos erros e consertar. Temos um jogo difícil pela frente. Uma hora ia acontecer. Agora é retornar e buscar a vitória no domingo (contra o Flamengo)", afirmou Lima.

Questionado sobre as críticas ao setor ofensivo do Alvinegro, o camisa 45 entende como naturais quando a vitória não vem. "Normal quando não têm os gols, sai 0 a 0 como aconteceu diante do Atlético-GO, lógico que a cobrança vai vir. Teve o clássico, ganhamos por 3 a 1, aí você não vê as críticas. A gente sabe do potencial que tem nosso setor ofensivo. Queremos sempre balançar as redes. Têm jogos que não acontece. A gente trabalha para isso. A torcida sabe do nosso poder ali na frente. Como falei, quando se veste a camisa do Ceará vai vir cobrança. Temos que agir naturalmente. Uma hora o gol vai sair", respondeu.

Para se recuperar na tabela após a derrota, o Ceará tem pela frente adversário complicado, o Flamengo. O retrospecto recente é positivo para o Vovô. A equipe do Porangabuçu venceu os dois embates na Série A do ano passado, com triunfos por 2 a 0 no Castelão e no Maracanã.

"A gente sabe que é uma grande equipe. Vencemos duas partidas (na temporada passada). Vamos com tudo para buscar os três pontos. Têm grandes jogadores lá, aqui também tem. Vamos com tudo igual como fomos no ano passado e conseguimos duas vitórias", disse Lima.

O jogador espera aproveitar a semana cheia de preparação para o confronto contra os cariocas. Entre os pontos de ajustes necessários, segundo Lima, está a marcação, que o time deixou a desejar contra o Corinthians.

"Jogadores da qualidade do Flamengo, não podemos dar muito espaço. Creio que temos que fazer uma marcação forte. Não podemos deixar pensar muito para a gente aproveitar, ter vantagens dentro do campo e conquistar os três pontos."

O Ceará enfrenta o Flamengo neste domingo, 22, às 16 horas, no Castelão.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ministro critica "insinuações generalizadas" contra militares

Geral
15:44 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ministro da Defesa, Braga Netto, disse hoje (17) que as Forças Armadas “têm sido agredidas com insinuações generalizadas” e que isso tem acarretado em “desnecessário desgaste institucional”. A afirmação foi feita durante audiência pública na Câmara dos Deputados, onde Braga Netto prestou esclarecimentos sobre nota oficial assinada por ele e pelos comandantes militares.

Publicada no dia 7 de julho, a nota foi um repúdio a declarações do senador Omar Aziz (PSD-AM) sobre a conduta de alguns militares supostamente envolvidos em casos suspeitos de corrupção no governo federal.

De acordo com Braga Netto, o texto foi uma “resposta a um pronunciamento pontual considerado desrespeitoso e injusto”. “Essa resposta foi emitida de forma direta, clara, necessária e legítima, em referência às palavras ofensivas à história das FAs [Forças Armadas], à memória dos heróis do passado e à honra dos militares de hoje atingidos pela generalização. Esse foi o motivo”, disse o ministro durante audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle.

Ainda segundo Braga Netto, a emissão de resposta não foi uma “decisão precipitada”, como insinuado por parlamentares. “Ao contrário: houve consulta às Forças. Levou-se em conta o cenário atual, as consequências danosas advindas da injustiça cometida, e o prejulgamento, onde a parte se confunde com o todo; onde as suposições são transformadas em verdade; e onde instituições seculares são citadas de maneira injusta, sendo imaculadas em sua reputação junto à sociedade brasileira”, acrescentou.

Braga Netto criticou o que considera prejulgamentos” com relação à “participação de militares em supostas falcatruas, de forma generalizada e apenas com base em suspeitas e ilações, sem a necessária comprovação material e sem a observância do devido processo legal”.

Tal atitude, segundo ele, vai de encontro aos preceitos do Estado Democrático de Direito. “Possíveis desvios de condutas individuais ou coletivos são punidos pelos regulamentos militares, pelo código militar e, quando pertinente, pela legislação comum. Assegurar a ampla defesa e não considerar ninguém culpado até o trânsito em julgado faz parte dos direitos e garantias fundamentais previstos na Constituição Federal”, completou.

Após a divulgação da nota, Omar Aziz se defendeu, afirmando que não fez uma generalização às Forças Armadas, tendo, na verdade, referido-se a uma minoria.

Urnas e poder moderador

Aproveitando a presença do ministro na comissão, os parlamentares pediram esclarecimentos de Braga Netto sobre algumas manifestações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro, questionando a confiabilidade das urnas eletrônicas, e com relação ao papel das Forças Armadas, especialmente sobre ser ou não um “poder moderador” em caso de conflito entre os Três Poderes.

Autor de um dos requerimentos de convite ao ministro para falar na comissão, o deputado Elias Vaz (PSB-GO) disse que as declarações que colocam em xeque o sistema eleitoral brasileiro são uma ameaça à democracia.

Em resposta, Braga Netto disse que “hoje em dia, se a pessoa tem posição diferente, ela é criminalizada”. “Isso agora virou batalha de vida ou morte, mas é apenas questão de opinião”, completou o ministro.

Em resposta às perguntas sobre considerar as Forças Armadas uma “espécie de poder moderador”, para casos de conflito entre os Três Poderes, Braga Netto disse que “o país tem somente três poderes que têm de estar harmônicos e serem independentes”. 

O ministro destacou que as Forças trabalham com base no Artigo 142 da Constituição Federal. Segundo o artigo, as Forças Armadas “são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do presidente da República, e destinam-se à defesa da pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem”.

Politização de quartéis

Alguns parlamentares pediram também esclarecimentos sobre uma suposta “politização dos quartéis” e com relação à participação de militares em manifestações.

“Tenho muito respeito e admiração pelo general Villas Boas, apesar das controvérsias que se colocam. Ele fazia questão de lembrar que, quando a política entra pela porta de um quartel, a disciplina e a hierarquia saem pelas outras. E o senhor sabe mais do que eu que disciplina e hierarquia é a coluna vertebral das Forças Armadas. Há que se ter muito cuidado com relação a isso”, disse a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) ao criticar a passagem de veículos da Marinha pela Esplanada no dia 10 de agosto, mesmo dia marcado para a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Voto Impresso.

“O presidente da República não usa politicamente as FAs. Ponto. E não existe política partidária dentro dos quartéis. Alguns dos senhores confundem política com a defesa dos interesses da Força. Os comandantes conversam com parlamentares e ministros para isso”, respondeu Braga Netto. “Foi um ato formal de entrega de um convite ao presidente da República, ao ministro da Defesa e aos comandantes da FAs, para assistirem a um tradicional serviço militar em Formosa”.

Outro assunto abordado pelo ministro foi a discussão sobre se o Brasil viveu ou não uma ditadura durante o período militar. "Não, não considero que tenha havido uma ditadura. Houve um regime forte, com excesso dos dois lados, mas isso tem que ser analisado na época da história, de guerra fria e tudo mais. Não trazer uma coisa do passado para os dias de hoje. Se houvesse ditadura, talvez muitas pessoas não estariam aqui. Execuções, ditadura, como disse um dos deputados, são em outros países.”

matéria atualizada às 15h32 para acréscimo de informações 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Líder da bancada ruralista diz que PL do IR ainda precisa de ajustes

ECONOMIA
15:37 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), conhecida como bancada ruralista, deputado Sérgio Souza (MDB-PR), disse que a Reforma do Imposto de Renda, relatada pelo deputado Celso Sabino (PSDB-PA), "ainda precisa de ajustes". A intenção do relator e do governo é aprovar o texto ainda nesta terça-feira no plenário da Câmara, porém, há forte resistência no Parlamento à proposta.
"Pode vir um aumento de carga tributária para o agro e encarecer ainda mais o nosso custo de produção, fica nosso alerta e precisamos prestar muita atenção no debate da proposta", disse Souza em nota. "O texto do projeto ainda não está do jeito que o setor agropecuário gostaria, falta um ou outro ponto para ajustar. Com o trabalho conjunto da FPA, IPA, governo e o relator, a tendência é avançarmos para um consenso."
Pela manhã, lideranças do MDB, PSD, DEM, Cidadania e PSDB se reuniram para tratar sobre o texto. A tendência majoritária no encontro foi contrária à aprovação do texto como estava.
O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, no entanto, afirmou ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) que a entidade está apoiando a aprovação da versão atual do projeto.
Segundo ele, a decisão foi tomada nesta terça pela manhã após a negociação de um acordo que envolve outras demandas dos municípios.
Ele garante que os Estados também serão beneficiados, embora a resistência dos governadores à proposta do IR persista.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

CPI da Covid encerra reunião após depoimento de auditor do TCU Alexandre Marques

POLÍTICA
15:37 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid encerrou a reunião após o depoimento do auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Marques.
Marques assumiu a autoria de um documento interno apontando suposta supernotificação de mortes por covid-19 no Brasil, usado pelo presidente Jair Bolsonaro para questionar o número de óbitos. Ele admitiu que as informações não eram oficiais e que não apontavam para conclusões sustentadas.
O auditor relatou que seu pai, Ricardo Silva Marques, foi quem encaminhou o levantamento ao presidente. Além disso, o depoente indicou que o documento foi adulterado antes de ser usado por Bolsonaro. Para integrantes da CPI, o chefe do Planalto cometeu crime ao usar o documento modificado atribuindo falsamente um caráter oficial ao levantamento paralelo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Barroso determina devolução de passaporte a Pizzolato, condenado no Mensalão

POLÍTICA
15:37 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, determinou a devolução do passaporte de Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, condenado no Mensalão. A decisão acolheu parcialmente um pedido da defesa e considerou que, em razão da extinção da pena de reclusão imposta a Pizzolato, não caberia mais a retenção do documento e a proibição de se ausentar do País.
Pizzolato foi condenado a 12 anos e sete meses de reclusão, em regime inicial fechado, pelos crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. Em dezembro de 2020, a punibilidade da pena foi extinta, por se enquadrar nos requisitos do indulto assinado em 2017 pelo então presidente Michel Temer.
Ao analisar o pedido dos advogados de Pizzolato, Barroso ressaltou o dever do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil de pagar integralmente os 530 dias multa que lhe foram impostos na sentença condenatória. "O condenado tem o dever jurídico - e não a faculdade - de pagar integralmente o valor da multa", afirmou.
Um pedido anterior de extinção da punibilidade de Pizzolato havia sido negado exatamente porque não fora comprovado o pagamento da multa ou seu parcelamento. As informações foram divulgadas pelo STF.
Barroso explicou que, embora a multa penal tenha natureza de sanção criminal, com a inscrição em dívida ativa, ela se torna dívida de valor, aplicando-se as normas relativas à dívida ativa da Fazenda Pública.
O ministro determinou que as providências de regularização do parcelamento sejam adotadas diretamente nos autos da execução penal que tramita na Vara de Execuções Penais do Distrito Federal e que somente após a sua total quitação a pena pode ser considerada extinta.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags