PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Movimento em lojas do Centro na manhã de Black Friday é moderado

Apesar da grande quantidade de pessoas nas ruas, no geral, os estabelecimentos não estão superlotados. Preços estão mais baixos especialmente para produtos de higiene pessoal e limpeza

09:50 | 23/11/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
[FOTO1]O movimento no Centro na manhã desta sexta-feira, 23, dia de Black Friday, é moderado. Salvo nas Lojas Americanas, onde consumidores chegaram cedo e formam filas para aproveitar as ofertas, os estabelecimentos não estão superlotados, apesar da grande quantidade de pessoas nas ruas. Alguns clientes relataram preços baixos para produtos de higiene pessoal e limpeza.

A costureira Cristiane de Sousa chegou às Lojas Americanas à 1h30min e não tinha nada em mente para comprar - queria apenas ver o que estava barato. Aproveitou a oportunidade para comprar produtos de limpeza para estocar. Segundo ela, as maiores promoções estavam em produtos de higiene pessoal. A professora e assistente social Railce Barbosa diz que encontrou produtos mais baratos e que chegar às 6h30min na loja valeu a pena. 

O aposentado Jorge Morais conta que conseguiu encontrar ofertas de celular “bem baratas”. “Tem muita lotação, filas quilométricas, mas tá valendo a pena, só precisa ter paciência”, diz. Uma consumidora disse que os artigos de higiene estavam cerca de 30% mais baratos. Muitos aproveitaram a oportunidade para comprar fraldas, panela de pressão e produtos de higiene. Alguns levavam brinquedos e eletrodomésticos, mas não tantos adquiriam produtos mais caros, como televisões. 

Para a empregada doméstica Tatiane Lima, os preços hoje não estão mais baixos. Ela foi junto com o filho ao Centro para procurar ventilador, objetos para casa e calçados. Ela diz que pesquisou os preços antes e hoje não está encontrando nada mais barato. O assistente de vendas Gustavo de Sousa, que quer comprar um roteador, diz que ainda precisa pesquisar mais. “Para quem tem tempo vale a pena vir mais cedo”, pontua.

O Black Friday muda a rotina também dos vendedores ambulantes no Centro. A comerciante de roupas Francidalva Pereira diz que o movimento de pessoas tem crescido ano a ano devido ao evento. Porém, o momento do ano mais vantajoso para as vendas continua sendo dezembro, com as compras de fim de ano.
 
Confira vídeo do movimento no Centro:
[VIDEO1] 
 
Redação O POVO Online
Com informações das repórteres Alexia Vieira e Bruna Damasceno 
TAGS