PUBLICIDADE
Economia
CONSUMIDOR

Pesquisa do Procon destaca variação de até 850% nos preços de presentes para o Dia dos Pais

O valores podem variar de R$ 10,00 a R$ 95,00

09:44 | 09/08/2018
(Foto: Júlio Caesa/ Para O POVO )

Presentes para o Dia dos Pais podem apresentar diferença nos preços de até 850%, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon), divulgada nesta quinta-feira, 9. O levantamento apresentou 35 opções entre serviços e produtos para presentear na data que será  comemorada no próximo domingo,12.

A diferença no preço de um mesmo serviço, como por exemplo a pigmentação de barba, pode chegar a 850%, com preços que vão de R$ 10,00 a R$ 95,00. Os dados foram apurados nos dias 2, 3 e 6 de agosto. 

Já os itens de tecnologia também podem apresentar alta variação. Os preços de smartphones com as mesmas configurações podem ser encontrados de  R$ 1.159,00 a R$ 1.799,00, ou seja, 55,22% de diferença. A pesquisa apontou que ainda há procura pelos tradicionais presentes, como grills, sanduicheiras, churrasqueiras elétricas, aparelhos de TV, ventiladores e ainda barbeadores elétricos. 
 
(Foto: Divulgação/Procon Fortaleza)
 
 
De acordo com Cláudia Santos, diretora do Procon, o órgão fez a pesquisa com o intuito de estimular os consumidores a realizar pesquisas antes de efetivar a compra. Ela apontou que a mudança na procura de outros serviços, como de estética, mostra a diversidade de cada consumidor, “Nos dias de hoje, o homem também se cuida, essa história de embelezamento não é mais algo ligado apenas a mulher, e os filhos estão percebendo que os pais também gostam de se cuidar. A pesquisa do Procon foi pensada para auxiliar o consumidor, e mostrar novas alternativas para as compras”, destaca.

Procon
Para a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, os consumidores devem ficar atentos às condições de troca de presentes. “É bom esclarecer que o lojista não é obrigado a fazer a troca do presente por situações como modelo, cor e tamanho". Ela alerta que, caso o lojista prometa trocar em qualquer situação, dando prazos ao consumidor para fazê-lo, então o vendedor deverá cumprir a promessa, em todos os casos. 


Redação O POVO Online