PUBLICIDADE
Notícias

Casos de assédio moral e sexual são 43,9% das denúncias contra empresas nos últimos 10 anos

Os líderes continuam a ser os mais denunciados nas empresas, com 55,1% dos registros

17:24 | 20/07/2018
NULL
NULL
Práticas abusivas, como assédio moral, sexual, agressões e outros desvios de comportamento, foram as mais denunciadas nas empresas brasileiras de 2008 a 2018. Este registros somam 43,9% das denúncias. Os dados são da ICTS Outsourcing, canal de denúncias que atende mais de 300 companhias de diferentes portes como instrumento de combate às fraudes.
 
[FOTO1] 
O levantamento apontou que o colaborador é o principal denunciante (82%). A metade dessas denúncias é referente ao relacionamento interpessoal nas empresas. 

Nos aspectos ética e compliance, o público externo também avalia as organizações: o cliente é o segundo público com mais relatos no canal de denúncias (8,4%).

Mundo
Quarenta por cento das 2.690 fraudes ocorridas em 125 países, entre 2016 e 2017, foram detectadas por meio de canais de denúncias. O dado é destaque em relatório da Association of Certified Fraud Examiners (ACFE). 

As reclamações contribuem para a evolução da gestão nas questões éticas. "Há atos que podem e devem ser denunciados pelos funcionários, tais como violações às leis, favorecimento ou conflito de interesses, fraude, roubo, furto ou desvios de materiais", explica Cassiano Machado, sócio-diretor da ICTS Outsourcing.

Os líderes continuam a ser os mais denunciados nas empresas, com 55,1% dos registros. O anonimato no processo de registro das denúncias não por acaso é a modalidade mais optada pelos relatores: 72,4% dos casos.
 
[FOTO2] 

TAGS