Crise nas estradas não afeta preço do gás de cozinha em FortalezaNotícias de Economia
PUBLICIDADE
Notícias


Crise nas estradas não afeta preço do gás de cozinha em Fortaleza

O POVO Online ligou para 15 estabelecimentos da Cidade e identificou que os valores variam de R$ 70 a R$ 80

16:51 | 30/05/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Apesar da apreensão de muitos consumidores quanto ao possível aumento do botijão de gás de 13 kg (GLP) em Fortaleza devido à greve dos caminhoneiros, os preços do produto nos pontos de venda continuam os mesmos. Na tarde desta quarta-feira, 30, O POVO Online ligou para 15 estabelecimentos da Cidade, localizados em diferentes Regionais, e identificou que os valores variam de R$ 70 a R$ 80. Em alguns, há diferença no preço cobrado nas compras à vista e no cartão de crédito, prática considerada abusiva por órgãos de defesa do consumidor.
 
  
Em todos eles, os atendentes informaram que há estoque suficiente de botijões e que a entrega do produto está acontecendo normalmente. "Hoje mesmo recebemos um caminhão aqui. Nosso estoque está suficiente e não tem previsão para aumentar preço. A gente percebe que muita gente está com medo que isso aconteça. Várias pessoas já ligaram para perguntar, mas estamos com esse preço desde dezembro", disse uma das atendentes, que trabalha numa revenda localizada no bairro São João do Tauape. 

De acordo com o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do gás de cozinha em Fortaleza é de R$ 75,63. Atualmente, o produto pode ser encontrado pelo consumidor a valores que vão de R$ 70 a R$ 79, uma diferença de 13%.  No Ceará, os preço médio é de R$ 70,71, indo de R$ 57 até R$ 79, variação de 38,5%. Nos últimos dias, na Capital cearense, síndicos de diferentes condomínios orientaram os moradores a economizar gás de cozinha e água, a fim de evitar possíveis transtornos. 
TAGS