PUBLICIDADE
Notícias

Prefeitura de Fortaleza anuncia 15 áreas para parcerias público-privadas

Segundo Roberto Cláudio, o Plano Fortaleza 2040 depende da parceria com a iniciativa privada para acontecer

11:22 | 11/01/2018
NULL
NULL

O prefeito Roberto Cláudio apresentou para empresários uma lista de 15 equipamentos públicos disponíveis para parcerias público-privadas. Em um evento nesta quinta-feira, 11, foram apresentadas seis áreas que terão prioridade a curto prazo para os investidores. A operação tem como objetivo estimular áreas em desenvolvimento e recuperar partes degradadas da Cidade.


“Dependendo exclusivamente de recursos que estão disponíveis para os órgãos públicos, algumas obras são praticamente impossíveis”, destaca RC. Esse é o motivo dado pelo prefeito para as novas Operações Urbanas Consorciadas (OUCs). Dentre as áreas contempladas pelo programa estão o Parque Raquel de Queiroz, Francisco Sá e Parangaba, por exemplo.


De acordo com a Prefeitura, a meta é reduzir a segregação leste-oeste da Cidade. Com esse tipo de parceria com o setor privado, as empresas recebem incentivos da gestão e em troca fazem intervenções urbanísticas para melhorar a mobilidade urbana. Além disso, projetos que reestruturam a Capital vão ao encontro dos alvos do Plano Fortaleza 2040. Segundo o prefeito, o plano depende da parceria público-privada para acontecer.


OUCs
Fortaleza já tem sete Operações Urbanas Consorciadas (OUCs), sendo três já entregues. As áreas são do Riacho Maceió, do Jóquei Clube e da Lagoa do Papicu. Parcerias firmadas ainda na gestão Luizianne Lins (PT). A Cidade é uma das capitais com maior número de operações desse tipo. Para as novas intervenções, foi realizada uma consultoria com a empresa Quanta Consultoria, que avaliou os aspectos de grau de comercialização dos negócios, bem como a possibilidade de desdobramento da parceria a curto, médio e longo prazoS.


As alternativas eleitas para serem trabalhadas a curto prazo são do Litoral Central (Praia de Iracema), do Centro-Oeste (Parangaba), das avenidas Eduardo Girão e Aguanambi, da Leste-Oeste (av. Francisco Sá) e do sistema hídrico Maceió-Papicu.

 

Confira a lista das 15 áreas que podem se tornar OUCs:

 

Oeste

1 - Parque Raquel de Queiroz*

2 - Leste Oeste (Avenida Francisco Sá)*
3 - Centro-Oeste (Parangaba)*


Centro

4 - Litoral Central (Praia de Iracema)*
5 - Oeste Central (Jacarecanga)
6 - Leste Central (Riacho Pajeú)
7 - Aeroporto
8 - Fátima
9 - Eduardo Girão e Aguanambi*


Leste

10 - Zona Portuária
11 - Sistema Maceió/Papicu*
12 - Messejana
13 - Praia do futuro I
14 - Praia do futuro II
15 - Sapiranga

 

*Seis áreas prioritárias

 

TAGS