PUBLICIDADE
Notícias

Um em cada quatro trabalhadores da Região Metropolitana são autônomos, aponta estudo

A média salarial desses trabalhadores é de R$ 1.004

17:03 | 29/11/2017
NULL
NULL
[FOTO1]A Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) possui um trabalhador autonômo para cada quatro. São 27,4% dos moradores da região que trabalham por conta própria, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 29, pela pesquisa do Sine IDT.

O índice cresceu de 25,2% para 27,4% na passagem de 2015 para 2016. A RMF foi a primeira em trabalhadores autônomos entre as cinco localidades pesquisadas (São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Fortaleza e Salvador). 

De acordo com o analista do mercado de trabalho do Sine IDT Ceará, Erle Mesquita, o estudo traz diversos agravantes, como o número de trabalhadores que usam a própria residência como local de trabalho. "Boa parte dessas residências não estão adaptadas para que as pessoas exerçam os seus negócios. Há possibilidades de risco em trabalhar onde mora. Acidentes de trabalho, por exemplo".

Mesquita lembra que outro dado negativo é que 13,6% desses trabalhadores autônomos não contribuem com a Previdência Social. "Boa parte desses trabalhadores exercem suas atividades nas ruas, trabalham em situações de risco e precisam da seguridade social que os proteja para casos de acidentes de trabalho".

A pesquisa ainda traça qual é o perfil desse trabalhador autônomo. A maioria são homens, de baixa escolaridade e com mais idade (55%). A média salarial da Região Metropolitana de Fortaleza foi a menor das cinco localidades pesquisadas. O trabalhador autônomo da metrópole cearense recebe em média R$ 1.004, enquanto a média salarial do trabalhador formal é de R$ 1.424.

O estudo ainda apontou que 74% desses trabalhadores autônomos se mantém no mesmo emprego durante os últimos cinco ano. "Percebe-se que esses trabalhadores se acostumaram com a função, não pensam em mudar e buscar outra atividade".

TAGS