PUBLICIDADE
Economia
com registro

Fortaleza é a cidade que mais concentra norte-americanos no Nordeste, diz Cônsul

De acordo com Cônsul Geral dos Estados Unidos para o Nordeste, John Barrett, elaboração do ranking leva em conta o número de turistas visitantes e moradores. E inclui todos todos os estados da região, exceto Bahia

22:21 | 02/10/2017
John Barrett durante entrevista, no Hotel Luzeiros, em Fortaleza | Foto: Mariana Parente
Fortaleza é a Cidade do Nordeste que reúne o maior número de turistas norte-americanos, somando visitantes e moradores, afirmou o Cônsul Geral dos Estados Unidos para o Nordeste, John Barrett, na noite desta segunda-feira, 2, em coletiva de imprensa no Hotel Luzeiros.

No ranking, cujos números não são divulgados pelo Consulado, são considerados apenas os cidadãos que possuem registro consular (opcional). E Salvador não faz parte da lista, visto que está fora do Distrito Consular do Nordeste. Em sua primeira visita à capital cearense, o cônsul dialogou com o prefeito Roberto Cláudio, o governador Camilo Santana e visitou a sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).
 
Potenciais e oportunidades
 
O objetivo é dar continuidade à missão diplomática no Nordeste, conhecendo potenciais e características próprias de cada um dos oito estados da região. E ainda viabilizar o comércio, criando pontes entre investidores estrangeiros e brasileiros.   

"Nestas reuniões (com líderes do Governo) sempre estamos falando de que oportunidades podemos elaborar para facilitar o comércio entre os dois países. Não fazemos negócios e só estamos aqui para estudar o mercado e facilitar esse comércio", diz, acrescentando que em Recife há um departamento de comércio dos Estados Unidos, onde há pessoas disponíveis para auxiliar americanos que querem investir no Brasil e vice versa. "Como sou da Califórnia, para mim é interessante ver a similaridades de lá com o Ceará. Ambos têm muita agricultura, praia, sol para energia solar, vento para energia eólica". 

Além do sol, vento e belezas naturais como atrativos turísticos de Fortaleza, alenca o hub da Air France-KLM e, em especial, a construção do Data Center pela Angola Cables como forte atrativo para o investidor norte-americano no Ceará. 
 
"Fortaleza é uma Cidade que tem muita vida e inovação. Esse Data Center vai abrir uma janela no mundo moderno de comunicações e as empresas americanas podem participar disso porque temos muito inovação, instrumentos e máquinas". 
 
Missão     
 
Outro objetivo da missão, aponta, é se aproximar das famílias norte-americanas presentes nos estados e promover ações não apenas voltadas para o comércio, como também para os eixos de educação e segurança. "Tem um povo americano importante aqui e temos que manter contato com eles. Falamos sobre mecanismo de passaporte, certidão de nascimento para as crianças e facilitamos o processo de previdência de pessoas aposentadas".  
 
Até a próxima quarta-feira, 4, Barrett cumpre agenda no Estado e nesta terça-feira, 3, visita o Porto do Pecém.
 
Desde agosto, visitou Natal, São Luiz e Teresina. Com 46 anos, o cônsul assumiu há três meses o cargo, cuja duração total é de três anos. 
 

LíGIA COSTA