PUBLICIDADE
Notícias

Camilo discute implementação de grande companhia chinesa no Estado

O Governador destacou que a empresa pode trazer duas unidades para o Ceará

14:14 | 18/09/2017
NULL
NULL
[FOTO1]O Governo do Estado do Ceará, em parceira com a empresa chinesa Meheco (Medical Health Company), firmaram acordo nesta segunda-feira, 18, em Pequim, para um Memorando de Entendimento (MOU) para desenvolver soluções para a implementação, construção, financiamento e operação de projetos na área da saúde. No certame, estão previstos a instalação de unidade de fabricação de montagem de máquinas de alta complexidade e imagens (tomográfos, raios-x, ultrassons) na Zona de Processamento do Ceará, no Porto do Pecém. 

O governador Camilo Santana disse que está animado com a possibilidade de implementação da indústria no Ceará. Ele disse que a companhia é uma das maiores do mundo na produção de equipamentos na área da saúde. O executivo destacou ainda que a empresa pode instalar uma segunda unidade no Estado (produção de insumos básicos como seringas, luvas e gases) no Polo industrial e Tecnológico da Saúde, no município do Eusébio. Na cidade da Região Metropolitana de Fortaleza já está instalada uma unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Ainda nesta segunda-feira, Camilo Santana se encontrou com o diretor para a África e Américas do Banco de Desenvolvimento da China (China Development Bank), Tian Yunhai. A reunião teve como foco debater a participação do banco em projetos e programas pelo Estado. Hoje o banco chinês tem ativos no valor de U$$ 2,2 trilhões e o Brasil tem sido o principal parceiro para negociações.

"Hoje realizamos reuniões muito importantes aqui na China. Apresentamos o Ceará para o Banco de Desenvolvimento da China. Ele (Tian Yunhai) confirmou o interesse de financiar projetos importantes do Ceará, como a Refinaria e projetos para a área da saúde. Foram encontros muito produtivos, tanto com o CDB como com a Meheco", destacou o governador.

O diretor do banco ressaltou, no encontro, que o CDB pode fortalecer as relações entre a Província de Fujian e o Ceará. Ficou acordado que o Banco de Desenvolvimento da China e o Governo do Ceará trabalharão, a partir de agora, em conjunto para construir uma aliança nas áreas de interesse do Estado. Nesta terça-feira, 19, Camilo Santana e a comitiva cearense seguem para Hangzhou, na China, onde visitam a fábrica de grandes geradores de energia do Chint Group e se reúnem com a direção da empresa.


Redação O POVO Online
TAGS