PUBLICIDADE
Notícias

Brasil também é alvo de ciberataque

Vírus de resgate alcançou sistemas do mundo inteiro, em larga escala, e sequestrou dados de empresas. Para acessá-los de volta, a recompensa exigida é de US$ 600 em bitcoins (moeda digital)

17:36 | 12/05/2017

O Brasil foi um dos 74 países vítimas do ciberataque em larga escala que atingiu principalmente hospitais públicos e grandes empresas ao redor do mundo.

Como medida de segurança, empresas brasileiras tiraram seus servidores do ar. Dentre elas, Petrobras, Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a Vivo no Brasil. Esta última pertence à Telefônica na Espanha, e orientou seus funcionários a não acessarem a rede corporativa da empresa no Brasil.

[VIDEO1]

O vírus de resgate (ransomware) sequestra o sistema de dados das companhias. Como recompensa para acessá-lo de volta o pagamento exigido é de cerca de US$ 600 em bitcoins (moeda digital).

 

A empresa de segurança russa Kaspersky Lab detectou em torno de 45 mil ataques, a maior parte na Rússia e Inglaterra, em relatório divulgado na tarde desta sexta-feira, 12.

Redação O POVO Online

TAGS