PUBLICIDADE
Notícias

Comércio vai funcionar normalmente nesta sexta-feira, diz Federação

A Federação se posiciona em "apoio aos empresários" quando diversas centrais sindicais e categorias se unem em ato político contra as reformas trabalhista e previdenciária

18:18 | 26/04/2017
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) publicou nota referente à manifestação programada para esta sexta-feira, 28, em que posiciona "apoio aos empresários" e assegura o funcionamento das empresas durante a greve geral. Diversas categorias se unem às centrais sindicais no ato contra as reformas trabalhista e previdenciária, propostas pelo governo.
 
Conforme a Federação, as empresas têm trabalhado "incessantemente para sobreviverem à desfavorável conjuntura política e econômica". A nota diz também que o ato de paralisação prejudicaria as pessoas que precisam "produzir para a sobrevivência e sustento de suas famílias".

[SAIBAMAIS]A Fecomércio-CE diz ainda que uma liminar em ação civil pública, deferida pela 5ª Vara do Trabalho de Fortaleza em maio do ano passado, proíbe as entidades sindicais de "ameaçarem empresários, empregados e clientes". A ação também proíbe de "ameaçarem ou forçarem" o fechamento de estabelecimentos empresariais. Caso contrário, o ato pode resultar em pena de R$ 10 mil por estabelecimento atingido.

"Comunicamos que já oficiamos as autoridades competentes, no sentido de que a ordem seja garantida e que não sejam violados diretos fundamentais de trabalhadores, clientes e empresários", continua o texto da Federação. "Portanto, os empresários que forem prejudicados pelo excesso ou abuso do direito de manifestação, em descumprimento da liminar, deverão nos comunicar para que possamos ingressar com as medidas judiciais cabíveis, para os ressarcimentos necessários".

A Fecomércio encerra a nota afirmando que "não tolerará qualquer tipo de abuso ou excesso que venha prejudicar as empresas e os cidadãos em seus direitos constitucionais".
 
Redação O POVO Online
TAGS