PUBLICIDADE
Notícias

Porto holandês é estatal

O plano estratégico mira em 30 anos e o comercial cinco anos

09:05 | 21/03/2017
A empresa Port of Rotterdam tem modelo de trabalho privado, mas é estatal. A Prefeitura da cidade detém 70% do capital social e o Governo da Holanda os demais 30%.  O diretor da companhia, René Van de Plas, explica que a Diretoria é composta por gente de mercado e nunca deixa de ser assim por conta do modelo privado.  A cearense Duna Dondim Uribe, há nove anos na empresa, conta que as metas financeiras obrigam o Porto a ser autossutentável. Ou seja, não atraca nenhum recurso público.
 
O plano estratégico mira em 30 anos e o comercial cinco anos. “Os lucros em parte são reinvestidos no porto e outra parte segue como dividendos para a Prefeitura”. No ano passado, Município e Governo Federal auferiram 80 milhões de euros com o Porto. O valor não decorre de percentual, mas de um fixo negociado com a empresa. 
 
Já os investimentos anuais são na casa dos 200 milhões de euros, mais de R$ 600 milhões. São sobretudo em dragagem, rodovias e manutenção.  A construção de um aterro, iniciado em 2004, custou 3 bilhões de euros. Foi nessa obra que o Governo federal se tornou sócio ao bancar metade do investimento. Trocou pelos 30% de participação.
 
Redação O POVO Online 
TAGS