PUBLICIDADE
Notícias

Crise pode ser oportunidade para startups, diz presidente da Microsoft Brasil

23:13 | 16/03/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Para a presidente da Microsoft Brasil, Paula Bellizia, a atual crise econômica pode ser uma boa oportunidade para as startups brasileiras. Nesta quinta-feira, ela ministrou palestra em seminário do Hub Inovação Nordeste (Hubine), do Banco do Nordeste (BNB).

Paula explica que, em épocas de crises, as empresas começam a reavaliar todos os seus processos e investimentos. Isso é uma boa oportunidade para as startups que visam soluções fortes, de base tecnológica e com menos custos.

“As grandes empresas procuram nas startups o vírus da inovação. Que isso se transforme em uma nova cultura de fazer negócio no Brasil, que cada vez mais possam tirar proveito da inovação por consequência das startups”.

Segundo ela, além da burocracia e da falta de mais aproximação com o empreendedor, existe também um desconhecimento, daqueles que querem montar seu negócio inovador, sobre todas as fontes em potencias de financiamento à disposição. “Empresas de tecnologia, como a Microsoft, têm linhas de investimentos através de um fundo e critérios específicos para selecionar esses projetos, assim como o Banco do Nordeste, por exemplo. Eu acho que exista um desconhecimento importante de como acessar”.

Já em relação à escolha de Fortaleza para sediar a etapa nacional da Imagine Cup, competição mundial de tecnologia promovida anualmente pela Microsoft, que acontecerá de 15 a 18 de maio deste ano, a presidente contou que a oportunidade de empreendedorismo pesou na escolha da capital. “Por isso a gente tá trazendo o Imagine Cup para Fortaleza, porque a gente acredita que aqui tem talento. As universidades do Ceará e Pernambuco, por exemplo, tem mostrado que grandes ideias podem acontecer no Brasil. Acho muito importante o desenvolvimento local do empreendedorismo aqui no Nordeste”.

O presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, destacou o grande potencial do Nordeste na área de empreendedorismo e soluções tecnológicas e informou que o banco possui vários recursos para investir nesse modelo de negócio. “Nós estamos criando algumas linhas para financiar startups. O própria FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste) criou o uma linha de crédito para financiar esse ‘pré-nascimento’ das startups, o FNE Semente. Temos também o FNE Inovação. Então, tendo ideias boas, sempre vai ter recursos, e o BNB sempre vai está disposto apoiar”.

RAFAEL ROCHA

TAGS