PUBLICIDADE
Notícias

Diretor-geral da OMC alerta sobre o perigo de guerras comerciais

O executivo contou que não possui contato direto com o próximo governo dos Estados Unidos e que é difícil prever sobre as novas políticas comerciais

13:02 | 20/01/2017
O mundo tem de estar atento para não cair em guerras comerciais que acabarão com milhões de empregos, disse o  diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, nesta sexta-feira, 20, em Davos na Suíça.

Azevedo discursou no Fórum Econômico Mundial na Suíça, horas antes da posse presidencial de Donald Trump, que prometeu mudanças radicais no comércio com o intuito de proteger os trabalhadores norte-americanos. "Eu ouvi muito em Davos sobre guerras comerciais. Isso destruiria empregos, não criaria empregos", disse Azevêdo depois de uma reunião de ministros de Comércio.

"Eu estou pedindo a todos que mostrem cautela, que mostrem liderança. Devemos definitivamente evitar nos colocar em uma crise." Segundo Azevêdo, o comércio colaborou para tirar um bilhão de pessoas da pobreza, mas é necessário trabalhar mais para compartilhar os benifícios, uma vez que o efeito positivo líquido do comércio não tem sentido para alguém que tenha perdido seu emprego.

O diretor-geral da OMC contou que não possui contato direto com o próximo governo dos Estados Unidos e que é difícil prever sobre as novas políticas comerciais. "Ao mesmo tempo, temos que reconhecer que o principal fator de mudança é a tecnologia, é a inovação. Atacar o comércio não ajudará nisso. Colocar barreiras comerciais não ajudará nisso", concluiu. Informações obtidas pela agência Reuters.
 
Redação O POVO Online 
TAGS