PUBLICIDADE
Notícias

Compras de Natal movimentarão R$ 270 milhões em Fortaleza neste ano

48,3% dos consumidores da capital irão às compras neste mês, segundo pesquisa

12:42 | 06/12/2016
NULL
NULL
[FOTO1]O comércio varejista de Fortaleza deve movimentar R$ 270 milhões neste período de compras de Natal e 48,3% dos consumidores da capital irão às compras, segundo dados da pesquisa divulgada nesta terça-feira, 6, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio/CE). Ainda de acordo com o levantamento, haverá uma queda de 10% em relação ao mesmo período em 2015 quando foram movimentados R$ 300 milhões nas compras de fim de ano.

A queda no faturamento decorre da combinação da redução do percentual de consumidores que deverão comprar presentes (que caiu de 52,5%, em 2015, para 48,3% neste ano) e da queda do valor previsto dos gastos individuais, que passou de R$ 326 no ano passado, para R$ 319 neste ano. O consumidor prefere peças de vestuário para as compras de dezembro, 62,4% do fortalezenses comprarão roupas.  Calçados, cintos e bolsas representarão 28,7% dos itens desejados nas compras natalinas.

Bens semiduráveis

A crise econômica que afeta o país é a responsável pela mudança de perfil nop consumidor fortalezense. O cenário atual afeta diretamente às datas comemorativas. Ainda em 2015, já se havia observado um aumento da procura de produtos semiduráveis (roupas, calçados, bolsas), em detrimento da aquisição de bens duráveis (eletrodomésticos, veículos), com preponderância absoluta dos artigos de vestuário.

Diferente dos últimos anos, em que bens de consumo duráveis – em especial os eletrodomésticos – apareciam com destaque dentre os produtos mais procurados, neste ano, os cinco produtos mais procurados são do grupo de bens semiduráveis, fato que também colabora para a redução do valor faturado com a data comemorativa.

Comportamento do consumidor

Segundo os entrevistados pela pesquisa, o pagamento à vista será a forma de aquisição mais ultilizada neste ano, 77,2% dos consumidores pagarão à vista, enquanto 31% ultilizará o cartão de crédito. Em relação ao  local de compra, destacam-se os supermercados e hipermercados (43,6% das respostas), os shopping centers (27,0%) e as lojas de rua (25,3%), sugerindo movimento intenso em todo o comércio. 

Apesar de grande parte dos consumidores não declararem dia específico para as compras (41,5%), a conveniência de funcionamento é fator essencial para o atendimento do consumidor, já que 30,2% relataram ter no sábado como o dia ideal para as compras.

Nayra Girão, estudante de nutrição, afirma já ter realizado as compras de natal, segundo ela, os gastos neste ano superaram os de 2015, o valor médio de suas compras foi de R$ 500. A estudante disse ter utilizado o cartão de crédito em suas compras e os itens adquiridos foram roupas e calçados, que demonstram a tendência apontada pela pesquisa. Quanto ao local de compras, ela diz preferir ir aos shoppings centers. '' Nos shoppings, há uma variedade maior de lojas e produtos, o centro da cidade não me oferece muitas opções. Atualmente, fazer compras em um shopping  me parece mais seguro que ir ao centro da cidade'', concluiu.
 
Redação O POVO Online 
TAGS