PUBLICIDADE
Notícias

Benildo Aguiar é o novo presidente do Sindienergia

A eleição ocorreu na manhã desta segunda-feira, 5, na sede da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec)

12:57 | 05/12/2016
NULL
NULL

[FOTO1] Por 11 votos a dez, o empresário Benildo Aguiar, diretor da Eficaz Energia, foi eleito nesta segunda-feira, 5, o novo presidente do Sindienergia. Ele, que era o vice-presidente da atual gestão, vai suceder Elias do Carmo no cargo pelos próximos quatro anos. Dentre os desafios a serem enfrentados está agregar as empresas do setor, fortalecimento do mercado no cenário de crise e a rediscussão de tributos e financiamentos.

 

"Um dos principais desafios é enfrentar esta crise que hoje se delineia, principalmente, a crise de falta de água. Temos vários tipos de energia no mercado, principalmente, a eólica, a solar, biomassa e temos ai um grande grupo que faz parte do Sindienergia que é o de geração distribuída. Nós temos que unificar estas ideias, ir atrás de novas tecnologias, novos parceiros e trabalhar junto aos governos federal e estadual para que a gente consiga vencer as dificuldades que ainda temos hoje em nível de tributos e financiamentos que nosso mercado vai precisar", afirmou Aguiar, ressaltando que pretende realizar ações para ampliar a certificação de empresas, profissionalização e também atuar na área de segurança do trabalho.


A eleição no Sindienergia foi acirrada na sede da Federação das Indústrias (Fiec). Todos os associados aptos ao voto o fizeram. Benildo era o representante da chapa 2 e tinha como concorrente o diretor da B&Q Renováveis, Luís Cláudio Queiroz. Dentre as propostas da chapa opositora estava a formação de um sindicato que representasse melhor a diversidade do setor. "Nós tínhamos 11 pautas muito importantes para o setor. Defendemos uma abertura maior do sindicato. Nós temos 48 empresas e somente 21 votam. Nós temos neste mundo corporativo é trazer cada vez mais as pessoas para fazer parte deste processo", explicou Queiroz, ressaltando, no entanto, que com o resultado das urnas, a disputa se encerra para abrir caminho para união. "É união. Temos muitos obstáculos a serem vencidos".


O atual presidente do Sindienergia, Elias do Carmo, comemorou o resultado da votação e do trabalho realizado na sua gestão. "A nossa meta era trazer o Sindienergia para dentro da Fiec, daqui nós tivemos representatividade, robustez financeira para alavancar nossos processos, desenvolvemos ações para qualificação e capacitação de nossas empresas e nos próximos quatro anos vamos ter mais ações para o enfrentamento das dificuldades. Foi uma eleição muito democrática, houve a participação de todos e fico com a certeza do dever cumprido".

TAGS