PUBLICIDADE
Notícias

Demanda das empresas por crédito sobe 11,6% em agosto

Na comparação com o mesmo período de 2015, o crescimento foi de 11,2%

10:09 | 19/09/2016

A demanda das empresas por crédito avançou 11,6% em agosto, em relação a julho deste ano, de acordo com dados da Serasa Experian. Já na comparação com o mesmo período de 2015, o crescimento foi de 11,2%. Já no acumulado do ano até agosto, a demanda das empresas por crédito registra retração de 0,7% perante o acumulado do mesmo período do ano passado.

Segundo especialistas, a alta da busca das empresas por crédito em agosto/16 foi devido a dois fatores. Primeiro pelo efeito-calendário já que em agosto/16 tivemos 23 dias úteis contra 21 dias úteis, seja em relação a julho/16, seja em comparação com agosto de 2015. Em segundo lugar, pelo predomínio das micro e pequenas empresas na expansão da demanda por crédito já que, neste ano, está ocorrendo recorde na criação de MEIs causado pelo empreendedorismo de necessidade (pessoas que estão perdendo seus empregos e sendo forçadas a se tornarem empreendedores autônomos, porém formalizados como MEIs).

No acumulado do ano até agosto, a demanda empresarial por crédito recuou em três regiões do País: Nordeste (-0,2%); Norte (-6,5%); Centro-Oeste (-1,2%). Em contrapartida, houve altas nas regiões Sudeste (0,7%) e Sul (2,9%) frente período de janeiro a agosto de 2015.

Análise por porte
A alta da demanda empresarial por crédito em agosto foi intensificada pelas micro e pequenas empresas, com expansão de 12,6% frente a julho. Na contramão, as médias e grandes empresas houve quedas de 6,5% (médias) e de 7,0% (grandes) na procura por crédito em agosto/16.

No acumulado de janeiro a agosto de 2016, a queda da demanda por crédito nas médias e grandes empresas foram de 12,9% (médias empresas) e de 10,5% (grandes empresas). Já as micro e pequenas empresas estão exibindo estabilidade na demanda por crédito no acumulado de janeiro a agosto de 2016 frente ao mesmo período do ano passado.

Análise por setor
Em agosto, as empresas do setor de serviços aumentaram sua demanda por crédito em 19,3% frente a julho. Além disso, as empresas dos setores industrial e comercial acusaram crescimentos de 6,2% na indústria e 5,3% no comércio.

Dois setores econômicos pesquisados apresentaram quedas em suas demandas por crédito no acumulado deste ano até agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado: indústria (-4,5%) e comércio (-2,2%). Já o setor de serviços, onde predominam as micro e pequenas empresas, a procura por crédito no acumulado do ano até agosto exibiu alta de 1,8%.

 

Redação O POVO Online

TAGS