PUBLICIDADE
Notícias

Endividamento do fortalezense cai 9,8 pontos em julho

Contudo, houve uma piora na qualidade do crédito dos consumidores da capital

09:31 | 13/07/2016
NULL
NULL
O índice de fortalezenses endividados caiu neste mês 9,8 pontos percentuais em relação a junho, quando a porcentagem de endividados era de 73,8%. Ao todo, 64% dos consumidores da capital cearense possuem algum tipo de dívida.

O resultado obtido neste mês é o melhor desde novembro de 2014, época em que a taxa geral de endividamento estava em 8,4%. Os dados integram a Pesquisa sobre Endividamento do Consumidor de Fortaleza, divulgados nesta quarta-feira, 13, pela Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomércio-CE).
[SAIBAMAIS 1]
Contudo, apesar da melhora do indicador de endividamento, o levantamento revelou que houve uma piora na qualidade do crédito em Fortaleza. Houve um aumento do comprometimento da renda familiar com o pagamento de dívidas (39,7%) e da inadimplência potencial, que atingiu a taxa de 11,8%, a mais elevada desde 2010.

O número de pessoas com contas em atraso ou endividas teve redução de 4,1 pontos percentuais, passando de 28,1% no mês de junho para 24,0% em julho. O tempo médio de atraso é de 66 dias e a principal justificativa para o não pagamento das dívidas é o desequilíbrio financeiro, a diferença entre a renda e os gastos correntes, citado por 62,9% dos consumidores.

Instrumentos de crédito mais utilizados

- cartões de crédito: 81,1%
- financiamento bancário: 15,3%
- empréstimos pessoais: 9,2%
- carnês e crediários: 8,0%

Redação O POVO Online
TAGS