PUBLICIDADE
Notícias

Ajuste das contas externas será mais lento no 2ª semestre, diz Tulio Maciel

12:20 | 26/07/2016
O chefe do departamento econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, disse nesta terça-feira, 26, que a valorização do real nos últimos meses e os sinais de estabilização da atividade econômica levam a uma previsão de que o ajuste das contas externas venha em ritmo mais lento no segundo semestre. No primeiro mês do novo semestre, julho, o déficit em conta corrente deve alcançar US$ 4,3 bilhões, segundo Maciel.

De acordo com o técnico, no déficit até junho foi observado um ajuste significativo nas contas, motivado exatamente por um câmbio mais desvalorizado e pela recessão econômica. "Em junho, tivemos uma redução no ritmo do ajuste externo. Isso pode ser atribuído à menor intensidade desses fatores, que estiveram presentes ao longo de 12 meses", explicou.

Em junho, Maciel disse que o déficit de US$ 2,5 bilhões foi maior que o esperado pela autoridade monetária. "Decorreu, em grande parte, do desempenho da balança comercial, que em junho não repetiu os bons resultados dos meses anteriores", afirmou. Segundo ele, foi a primeira vez no ano que o resultado situou-se abaixo daquele registrado em igual período do ano anterior.

Para o mês de julho, o técnico disse que o BC espera um déficit de conta corrente de US$ 4,3 bilhões. No mesmo mês do ano passado, o saldo foi negativo em US$ 5,9 bilhões.

TAGS