PUBLICIDADE
Notícias

64% dos consumidores com Cadastro Positivo não estão inadimplentes

Levantamento também apontou que 62% ganham até dois salários mínimos e a maioria tem idade entre 31 e 35 anos. SerasaConsumidor já disponibiliza abertura do cadastro pela internet. Quem se cadastra ganha um mês do serviço de monitoramento do CPF grátis

12:07 | 25/07/2016

De uma amostra de 3,087 milhões de consumidores que abriram o Cadastro Positivo na Serasa Experian, 36,1% estão inadimplentes e 63,9% apresentaram alguma restrição ao crédito nos últimos dois anos, mas saíram da lista de devedores. 24,5% dessa amostra não foi negativada nos últimos 24 meses. O estudo foi elaborado pela área de Big Data e especialistas da Serasa.

Quanto aos rendimentos, o estudo apontou que a maioria dos cadastrados (61,8%) recebe até dois salários mínimos, provando que a população de baixa renda foi a que mais aderiu ao Cadastro Positivo.

Entre as pessoas que optaram pelo Cadastro Positivo, a maioria (15,0%) se encontra na faixa etária entre 31 e 35 anos. Em segundo lugar está o público com idade entre 26 e 30 anos (14,5%) e, em terceiro, o grupo de 36 a 40 anos (12,9%).

Abertura do Cadastro pela internet

A abertura do Cadastro Positivo na Serasa agora pode ser feita pela internet, no site do SerasaConsumidor (www.serasaconsumidor.com.br). Confira o passo a passo:

1)    Entre no site www.serasaconsumidor.com.br e preencha o termo de abertura com dados pessoais (nome completo, e-mail, endereço, CPF etc.);

2)    Para garantir a identidade do cidadão, é necessário inserir os dados bancários. Em até três dias um valor simbólico será depositado na conta do consumidor;

3)    Ao identificar na conta, é preciso acessar novamente o site e inserir o valor do depósito. Automaticamente o sistema vai reconhecer individualmente aquele consumidor e o processo será concluído.

Além da nova opção de abrir o Cadastro Positivo pela internet, a Serasa ainda oferece outros canais, como o envio de carta à empresa e pessoalmente nas agências espalhadas por todo o país.

O consumidor que fizer o Cadastro Positivo pela internet ganha um mês do serviço antifraude da Serasa, o MeProteja. Ele avisa por e-mail e mensagem de celular (SMS) toda vez que o CPF do cidadão for consultado na hora de uma compra no comércio ou empréstimos em bancos. É um alerta no caso de tentativa de abertura de empresa com o número do documento, se o titular estiver prestes a ser negativado ou ainda quando o consumidor sair do cadastro de inadimplência.

O MeProteja também informa a relação dos números de telefone fixo que estão cadastrados no CPF e parcelas atrasadas que podem gerar negativação. Além disso, quem contrata o serviço de monitoramento de CPF também passa a receber, por SMS, a cada 15 dias, dicas antifraudes. O relatório com as informações é enviado algumas horas depois da contratação do serviço. Um novo documento é gerado e encaminhado a cada 15 dias, mesmo que não tenham notificações, garantindo a tranquilidade do usuário.

Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo permite que as concedentes de crédito vejam as contas pagas, o que pesa na decisão de crédito tanto por parte dos bancos como dos fornecedores, ao contrário do sistema anterior, quando apenas os registros negativos eram considerados. É regido pela lei 12.414 e está em vigor desde o início de 2013 no Brasil. Trata-se de um banco de dados com o histórico de crédito de pessoas físicas e jurídicas. As informações possibilitam o aprimoramento das ferramentas utilizadas na concessão e gerenciamento do crédito.

O sistema tradicional de análise de crédito cria uma seleção adversa: consumidores com baixa probabilidade de inadimplência não tomam crédito porque não aceitam pagar taxas de juros incompatíveis com o seu risco. Ao mesmo tempo, não há mecanismos para quantificar o nível de comprometimento das pessoas com financiamentos em todo o mercado, uma brecha permanente que leva ao superendividamento.

 

Redação O POVO Online

 

TAGS