PUBLICIDADE
Notícias

Sinduscon-CE prospecta parcerias com empresa libanesa

A entidade quer firmar acordos para a construção do empreendimento com empresas do Ceará

22:14 | 06/06/2016

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado (Sinduscon-CE) prospecta parceria com grupo libanês interessado em instalar um hotel sete estrelas no Ceará. A ideia é que empresas do Estado participem da construção e fornecimento de materiais para o empreendimento.

 

Estimado em cerca de R$ 500 milhões, devendo gerar 2,5 mil empregos diretos e 5 mil indiretos, o segundo hotel sete estrelas do mundo pode ser instalado em Aracati, Cascavel ou no município de Cruz. André Montenegro, presidente do Sinduscon-CE, explica que o interesse dos libaneses era ir para o Rio de Janeiro, mas a entidade intermediou para que voltassem os interesses ao Ceará. "Queremos que a produção deles seja feita com uma empresa do Ceará", diz.

 

Serão necessários 100 hectares para construção de marina para iates e embarcações de pequeno porte, centro de beleza e estética, centro de esportes, fitness e de jogos, além de spa, parque aquático, boate e sete restaurantes de diferentes nacionalidades: brasileira, libanesa, indiana, francesa, chinesa, espanhola e italiana.

 

Incentivos

Nicolle Barbosa, titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), disse, em visita ao O POVO na tarde desta segunda-feira, 6, que o Estado poderá dar isenção fiscal a materiais que a empresa precise importar para construir. 

 

Por enquanto, as prefeituras dos municípios na disputa pelo hotel ofereceram isenção de Imposto Territorial Urbano (IPTU) e até 2% de Imposto Sobre Serviços de Qualque Natureza (ISS). "Ainda não há protocolo de intenções. A gente está em tratativas para explicar e tirar dúvidas deles", diz a secretária, afirmando que tem confiança de que o hotel se instalará no Ceará.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TAGS