PUBLICIDADE
Notícias

BC chinês planeja convergir taxas de câmbio dos mercados onshore e offshore

12:00 | 21/06/2016
O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) revelou hoje em relatório anual que planeja convergir as taxas de câmbio do yuan nos mercados onshore e offshore, que ficam em Xangai e Hong Kong, respectivamente, como parte dos esforços do país de reformar seu sistema financeiro.

Em comunicado separado, o PBoC também afirmou estar estudando a possibilidade de permitir que bancos comerciais domésticos participem dos negócios com yuan em Hong Kong. Uma eventual medida nesse sentido, dizem analistas, contribuiria para a convergência das taxas de câmbio.

No relatório, o PBoC voltou a prometer que manterá uma política monetária prudente e criará um ambiente monetário "neutro e moderado" para Pequim seguir adiante com suas reformas estruturais. O governo chinês vem dizendo que seus principais objetivos são reduzir o excesso de capacidade industrial e diminuir o endividamento das empresas.

O PBoC também avaliou que economia da China deverá enfrentar considerável pressão de baixa em 2016, mas poderá manterá um nível de crescimento razoável.

O BC chinês disse ainda que permitirá que empresas estrangeiras qualificadas listem suas ações nas bolsas locais e que vai considerar a possibilidade de lançar recibos depositários chineses (CDRs, pela sigla em inglês).

O PBoC também informou que vai lançar o programa para investidores individuais qualificados, conhecido como QDII2, no momento apropriado. Esse tipo de programa permitirá investimentos por indivíduos no exterior. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS