PUBLICIDADE
Notícias

Presidente da Mitsubishi renuncia após escândalo de falsificação

11:24 | 18/05/2016
O presidente da Mitsubishi Motors, Tetsuro Aikawa, anunciou sua renúncia do cargo após o episódio do escândalo de falsificação de dados de consumo em modelos da montadora. A saída é prevista para 24 de junho.

Segundo ele, a manipulação dos dados não foi ordem da cúpula da empresa. Conforme pesquisa interna feita sobre o caso, engenheiros pressionados pelas metas impostas seriam os responsáveis.

Em abril deste ano, a montadora admitiu a manipulação de dados de consumo referentes a pelo menos 625 mil modelos vendidos no Japão. Ainda não foi divulgado quem deverá ficar no lugar do executivo, mas o anúncio deverá acontecer em junho.

Há uma semana, a Nissan adquiriu 34% das ações da montadora japonesa, virando a maior acionista da empresa.

Redação O POVO Online
TAGS