PUBLICIDADE
Notícias

Pela 3ª vez seguida, BMG é o banco com maior número de reclamações, segundo o Banco Central

Em segundo ficou o Itaú, seguido por Caixa, Bradesco e Santander, respectivamente

12:56 | 15/04/2016
Atualizado às 13h14min
O Banco Central divulgou nesta sexta-feira, 15, a lista de bancos com mais reclamações por parte dos clientes, no mês de março deste ano. Ao todo, 2.988 queixas procedentes foram registradas, ou seja, reclamações fundamentadas. Entre os bancos com mais de dois milhões de clientes, o BMG, pelo terceiro mês consecutivo, ficou em primeiro lugar com índice de 61,93, totalizando 148 reclamações.
 
Em fevereiro, o índice era de 66,4, oriundos de 154 queixas procedentes. As principais reclamações foram relacionadas a irregularidades relacionadas ao Custo Efetivo Total (CET) de operação de crédito (30), ausência de título adequado relativo a cartão de crédito consignado (24) e insatisfação com respostas recebidas por parte do banco (18). Ao todo, o BMG tem 2.389.519 clientes.

Em segundo lugar, e pela segunda vez consecutiva, ficou o Itaú com o índice de 11,16. Foram 673 reclamações registradas pelo BC referentes, principalmente, à oferta ou prestação de informação de produtos e serviços (141), irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços (70) e concessão de crédito consignado sem a formalização do título adequado (37). Em fevereiro, o Itaú havia obtido um índice menor, de 8,53, com 513 reclamações.

Já em terceiro ficou a Caixa Econômica Federal, que subiu uma posição de um mês para o outro. Agora, o banco obteve um índice de 9,56, com 755 reclamações. Em fevereiro, quando estava em quarto lugar, o índice era de 7,35, com 578 queixas. As principais reclamações consideradas procedentes pelo Banco Central foram sobre irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito (150), operações e serviços (85) e confiabilidade, segurança e afins sobre cartões de débito (77).

Bradesco e Santander ocupam a quarta e quinta posição, respectivamente. Em fevereiro o Bradesco estava na terceira posição, com índice de 11,16 e com 651 reclamações. Em março o índice subiu para 9,38, com 728 queixas, mas se manteve a baixo do terceiro colocado. Já o Santander, que estava em sexto lugar em fevereiro, em março subiu para a quinta posição com um índice de 6,86, com 234 reclamações. Antes o índice era de 4,96, com 168 reclamações.
 
Por meio de nota, o Santander disse que "tem trabalhado continuamente na melhoria dos seus processos, ofertas e atendimento, tornando-os mais simples e ágeis. Dessa forma, melhoramos a satisfação e a experiência dos consumidores com o Banco. Como consequência, reduzimos o número de reclamações, tanto nos canais internos e externos, quanto no Banco Central e nos órgãos de defesa do consumidor.”
 
O POVO entrou em contacto com as demais instituições bancárias, mas ainda não obteve retorno.

Número de clientes
BMG - 2.389.519
ITAÚ - 60.259.903
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - 78.961.409
BRADESCO - 77.534.847
SANTANDER - 34.073.983

Metodologia
Para realizar o ranking, o BC considera o número de reclamações procedentes, divide pelo número de clientes e multiplica por um milhão. Além disso, divide os bancos entre os que apresentam mais de 2 milhões de clientes e os que possuem abaixo disto. São considerados clientes aqueles com depósitos, em contas correntes e poupanças, cobertos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), com operações de crédito e outros tipos de depósitos não cobertos pelo FGC.
TAGS