PUBLICIDADE
Notícias

Japão tomará medidas em relação ao iene se situação exigir, diz ministro

05:10 | 08/04/2016
O ministro de Finanças do Japão, Taro Aso, disse que poderá agir contra o que descreveu como aumentos "unilaterais" do iene, mas não se comprometeu com medidas mais drásticas, como intervir diretamente no mercado de câmbio.

"É verdade que o movimento da taxa de câmbio tem sido unilateral recentemente", afirmou Aso, após o iene atingir novas máximas em 17 meses ante o dólar durante os negócios de ontem. "Estamos observando o mercado de câmbio atentamente e tomaremos as medidas necessárias se a situação assim exigir."

Aso, porém, não esclareceu se "medidas necessárias" poderiam incluir intervenções para forçar a queda do iene. Em sua última intervenção cambial, em 2011, o Japão foi criticado pelos EUA e pela Europa.

Aso também não quis estimar o possível impacto da forte valorização recente do iene na economia japonesa.

"Seja queda ou aumento do iene, qualquer movimento brusco não é desejável para nós", disse o ministro, acrescentando que a estabilidade cambial é importante. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS