PUBLICIDADE
Notícias

BC do Japão faz ajustes a regras da taxa de depósitos negativa

07:30 | 15/03/2016
Embora o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) tenha mantido sua política monetária inalterada, após reunião de dois dias concluída nesta terça-feira, o BC japonês fez alguns ajustes nas regras da taxa de depósitos negativa.

A taxa, de -0,1%, foi anunciada no fim de janeiro e entrou em vigor no mês passado.

O BoJ decidiu isentar da taxa negativa depósitos individuais para operações com ações e diminuir o encargo de bancos comerciais que tomem mais crédito de programas especiais de empréstimos do BC japonês.

"Eles estão removendo os efeitos prejudiciais, um por um", comentou o estrategista sênior da Daiwa Securities, Eiji Kinouchi. "No Japão, como há um grau maior de homogeneidade no sistema bancário, há também mais espaço para a criatividade."

A taxa negativa, que é inédita na história do Japão, causou polêmica e levou o setor bancário a temer que sua rentabilidade fosse prejudicada.

Durante coletiva de imprensa que se seguiu à reunião do BoJ, o presidente da instituição, Haruhiko Kuroda, negou que a isenção da taxa seria uma espécie de abnegação da medida. "Não é o caso", disse Kuroda, acrescentando que a isenção foi concedida para que a política da taxa negativa seja implementada com mais tranquilidade. Com informações da Dow Jones Newswires.

TAGS